O ministro da Saúde, Paulo Macedo, assegurou ontem, em Santa Maria da Feira (Aveiro), que manter uma maternidade a uma hora de distância de qualquer localidade vai ser uma “regra” para manter.

“Há uma recomendação expressa na carta [Hospitalar Materna, da Criança e do Adolescente] de que não deixe de haver nenhuma maternidade a menos de uma hora de qualquer localidade. Isso será uma regra que nós manteremos”, declarou o ministro Paulo Macedo.

“A prioridade junto das maternidades é agir dentro dos grandes centros, e não é irmos encerrar maternidades em termos adicionais, em distritos que não têm outro tipo de oferta”, explicou o ministro, à margem da cerimónia de tomada de posse do novo Conselho de Administração do Centro de Entre o Douro e Vouga, em Santa Maria da Feira.

Paulo Macedo acrescentou, relativamente às maternidades, que há “um excesso de capacidade em todo o país”.

“Temos um excesso de capacidade que atinge as maiores proporções na grande Lisboa e à volta de Lisboa (…). O Amadora-Sintra podia fazer quase o dobro dos partos que está a fazer”, observou o ministro, referindo que outra “regra” futura é ir ao encontro dos “desperdícios em termos de capacidade e de aproveitamento dos hospitais, nos grandes centros”.

O presidente da Comissão Nacional de Saúde Materna, da Criança e do Adolescente, Bilhota Xavier, defendeu, na passada segunda-feira, a manutenção de algumas maternidades com menos de 1.500 partos por ano, principalmente nas zonas do interior do país.

Há maternidades que “têm de continuar a existir para servir as comunidades”, disse Bilhota Xavier, que preside a comissão responsável pela elaboração do documento que pretende ser “um contributo para consolidar e, se possível, melhorar os excelentes resultados obtidos na área da saúde materna e pediátrica em Portugal, nos últimos 20 anos”.

A Organização Mundial de Saúde recomenda o encerramento dos blocos de partos com menos de 1.500 nascimentos por ano. Em Portugal, nos últimos 20 anos, já foram encerrados cerca de 140.

20 de junho de 2012

@Lusa

 

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.