De acordo com Adalberto Campos Fernandes, poucos minutos podem ser suficientes para cumprimentar um doente e passar uma receita, mas "para atender um doente oncológico não”.

O ministro reagia a uma ideia avançada ao jornal Público pelo novo bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, de estabelecer tempos mínimos para atender os doentes. O jornal noticiou que a Ordem quer fixar tempos “mínimos aceitáveis” para as consultas nos hospitais e centros de saúde, que poderão variar consoante as especialidades.

Adalberto Campos Fernandes abordou a questão durante um colóquio promovido pelo Forum Hospital do Futuro, em Lisboa. Questionado pelos jornalistas no final do encontro, o ministro referiu que estará hoje presente na posse do bastonário e que haverá tempo para trabalhar esta questão com a organização representativa dos médicos. “O que o senhor bastonário diz é definir níveis de segurança e termos de referência para uma prestação de cuidados de qualidade, que não tem tanto a ver com o tempo, mas com a dignificação da relação médico - doente”, declarou.

Veja ainda: As frases mais ridículas ouvidas pelos médicos

“Cada realidade é uma realidade, mas vamos trabalhar, depois da posse iremos ter muito tempo. Creio que é uma boa ideia que seguramente iremos ter muito tempo para analisar”, referiu.

O ministro disse ainda que há uma convergência de intenções e de princípios com os sindicatos dos médicos para a reposição das horas extraordinárias. “Tivemos uma reunião com os sindicatos médicos e transmitimos qual era a posição do governo sobre esta matéria, aguardamos a publicação do decreto-lei de execução orçamental e haverá uma reposição faseada do trabalho extraordinário dos médicos, como aliás sempre dissemos que iria acontecer”, sustentou.

O objetivo, sublinhou, é “voltar a chamar os médicos mais diferenciados e mais qualificados ao trabalho, nomeadamente ao trabalho urgente, reduzindo ao mínimo indispensável o trabalho com recurso ao trabalho de empresas, muitas vezes com recursos não diferenciados”.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.