Em declarações à Lusa, o presidente da autarquia, Bragança Fernandes, destacou a importância destes novos equipamentos por conseguirem servir mais de 140 utentes.

O lar de idosos Abrigo Nossa Senhora da Esperança, em Milheirós, tem capacidade para 57 utentes e resulta de um investimento de 2,8 milhões de euros, cofinanciado em 1,4 milhões de euros através do Programa Operacional Potencial Humano de 1,4 milhões.

Segundo Bragança Fernandes, este equipamento reflete o esforço do município em aumentar a qualidade de vida e as condições de dignidade dos idosos.

“A Maia é reconhecida como cidade Amiga das Pessoas Idosas pela Organização Mundial de Saúde (OMS)”, acrescentou o autarca.

Também é inaugurado hoje o lar da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, em Vila Nova da Telha.

Este equipamento, disse, “dará resposta a 84 utentes nas valências de lar residencial, centro de atividades ocupacionais e serviço de apoio domiciliário” e representa um investimento de 2,1 milhões de euros, comparticipado em 1,2 milhões por fundos comunitários.

Durante os últimos dez anos, referiu Bragança Fernandes, “os equipamentos sociais construídos no concelho dão resposta a mais de 400 utentes, desde a infância até à 3.ª idade, e representam mais de 7,5 milhões de euros de investimento”.

Ambos os equipamentos a inaugurar esta tarde contaram com o apoio da Câmara da Maia, que cedeu os terrenos para a sua implementação, isentou as construções de taxas municipais, bem como contribuiu com 183 mil euros para o lar da APPACDM.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.