O Estado hebreu foi um dos primeiros países do mundo a lançar uma ampla campanha de vacinação em meados de dezembro graças a um acordo com a gigante farmacêutica Pfizer, que rapidamente abasteceu o país com milhões de doses em troca da recolha de dados sobre os efeitos da sua vacina, que foi desenvolvida em parceria com a empresa de biotecnologia BioNTech.

Esta campanha permitiu administrar o regime completo de duas doses da vacina a mais de 55% da população, incluindo cerca de 85% dos adultos, o que favoreceu a reabertura de cafetarias, bares e estabelecimentos comerciais, bem como a redução do número de casos de COVID-19, que passou de 10 mil para menos de 100 por dia.

Mas, nas últimas semanas, as infeções aumentaram devido à propagação da variante Delta do vírus, que é mais contagiosa, o que obrigou as autoridades a voltarem a impor algumas medidas sanitárias, como o uso obrigatório da máscara em locais públicos fechados.

Diante do avanço da nova estirpe, o ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira que tinha autorizado a inoculação de uma terceira dose da vacina Pfizer em algumas pessoas que apresentam risco imunológico e que não responderam bem às duas administradas para se protegerem da COVID-19.

"Há evidências crescentes de que os pacientes imunossuprimidos não desenvolvem um nível satisfatório de anticorpos mesmo após duas doses da vacina contra o coronavírus. Alguns podem desenvolver esses anticorpos apenas após três doses", disse o ministério em comunicado.

"Diante do aumento do número de casos nas últimas semanas e do alto risco que representa para os pacientes imunossuprimidos com doenças graves, eles agora podem receber uma terceira dose da vacina", acrescentou a administração sanitária.

O ministério publicou uma lista com os tipos de pacientes que podem precisar de uma terceira dose, como aqueles que fizeram um transplante de órgão.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.