Na cerimónia de inauguração, o presidente do conselho de administração do Hospital Internacional dos Açores, Luís Farinha, referiu que a nova unidade apresenta mais de 40 especialidades, algumas das quais não existentes nos Açores, e pretende oferecer aos seus clientes “cuidados de saúde excelência”, estando dotado de 50 consultórios, 96 camas e cinco blocos operatórios.

Neste momento, existem nos Açores apenas três hospitais, todos afetos ao Serviço Regional de Saúde, um dos quais em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, outra em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, e outro na Horta, ilha do Faial.

Luís Farinha recordou que, pelas especialidades que possui, algumas das quais não existem nos Açores, vai ser possível evitar a deslocação ao continente por parte de utentes do Serviço Regional de Saúde e combater as listas de espera do sistema público.

É o caso, entre outras especialidades, da cirurgia cardíaca, oftalmologia (vitrectomia), urologia e cirurgia estética.

O responsável pela administração do Hospital Internacional dos Açores salvaguardou que será possível promover uma “eliminação das distâncias, através da teleconsulta, com outras ilhas”, com recurso também a colaborações com agentes exteriores ligados ao serviço de saúde, tendo já sido celebrados convénios com várias seguradoras e ADSE.

A presidente da Câmara Municipal da Lagoa, Cristina Calisto, considerou que este é um "dia histórico" para a cidade, uma vez que se trata do maior investimento privado realizado no concelho e que, a par de outros investimentos em curso, vai gerar mais valias económicas.

A unidade hospitalar privada vai criar 300 postos de trabalho e vai ser dotada com um aparelho de ressonância magnética 3 Tesla, um TAC de 128 cortes, cinco salas de bloco operatório, uma delas híbrida, que permite associar procedimentos cardíacos, endovasculares e cirurgias no mesmo espaço e no mesmo doente, bem como uma maternidade, medicina intensiva e atendimento permanente.

Isabel Cássio é a diretora clínica do Hospital Internacional dos Açores.

O Hospital Internacional dos Açores foi inaugurado três anos depois do lançamento da primeira pedra, numa cerimónia que contou também com a presença do presidente do Governo Regional, José Manuel Bolieiro.

Aquela unidade hospitalar não está ainda a funcionar em pleno, prevendo a administração a abertura faseada de serviços até estar completamente operacional.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.