Durante 4 dias, de 29 de outubro a 1 de novembro, os alunos, divididos em várias equipas, desenvolvem várias ações em simultâneo de sensibilização nas ruas, escolas, centros de dia, locais de diversão noturna, assim como rastreios ao colesterol, diabetes, hipertensão, avaliação do peso e massa gorda.

Adicionalmente, vão também visitar habitações isoladas ou em situações de emergência social em aldeias periféricas, de forma a prevenir o isolamento social e a inacessibilidade aos cuidados de saúde.

A iniciativa é organizada pela Associação Nacional de Estudantes de Medicina (ANEM), que pretende, além do serviço a prestar à população portuguesa, oferecer aos futuros médicos um contacto mais próximo com a realidade das populações, sensibilizando-os para as iniquidades existentes na saúde da comunidade onde se inserem.

A Associação Nacional de Estudantes de Medicina – ANEM – representa os cerca de 12.000 estudantes de medicina em Portugal.

A ANEM, fundada em 1983, tem desenvolvido, ao longo dos anos, uma infinidade de projetos e atividades voltados não só para os estudantes, mas também para a comunidade.

A sua principal missão é a representação em política educativa e educação médica, como garante para a qualidade do ensino médico e, consequentemente, da saúde em Portugal.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.