A Direção Geral da Saúde (DGS) recomendou às unidades do Sistema Nacional de Saúde a elaboração de um Plano de Emergência Médica para responder a uma eventual situação de crise, como uma catástrofe natural ou uma epidemia.

Numa circular dirigida aos estabelecimentos de saúde, a DGS afirma que, «tendo em conta a realidade actual das unidades de saúde, nomeadamente o funcionamento quotidiano já no máximo das suas capacidades ou perto deste, a elaboração de um Plano de Emergência torna-se essencial como ferramenta de reforço de avaliação dos meios de reacção» a uma situação de crise.

A DGS refere que os serviços de saúde devem definir «regras ou normas gerais de actuação» para responder a situações de emergência, como uma «catástrofe natural, epidemia, acidente tecnológico ou incidente nuclear, radiológico, biológico ou químico de grandes ou importantes proporções».

Fonte: Lusa

2010-10-07

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.