A AIFA explicou, em nota, que após informações sobre problemas de saúde detetados em outros países europeus, bloqueou a inoculação das doses do lote ABV2856. Além disso, reserva-se o direito de tomar outras medidas, quando necessário, também em estreita coordenação com a Agência Europeia de Medicamentos (EMA).

A AIFA enfatizou que, até ao momento, “não foi estabelecido algum nexo causal entre a administração da vacina e esses eventos” detetados em outros países e que os controlos necessários estão a ser realizados, coletando-se a documentação clínica pertinente. As amostras deste lote serão analisadas pelo Instituto Nacional de Saúde Italiano.

A EMA garantiu hoje à agência de notícias EFE que nos Países Baixos atualmente se está a estudar relatórios sobre problemas de coagulação diagnosticados em vários países europeus coincidentes com a receção de uma vacina AstraZeneca e que pode emitir conselhos "hoje ou sexta-feira" sobre o assunto na União Europeia (UE).

Mais sete países

Dinamarca suspendeu por precaução a utilização da vacina AstraZeneca contra a COVID-19 devido a receios relacionados com a formação de coágulos sanguíneos nas pessoas vacinadas, anunciou hoje a autoridade sanitária do país.

A suspensão acontece "após relatos de casos graves de formação de coágulos sanguíneos em pessoas que foram inoculadas com a vacina COVID-19 da AstraZeneca", indicou a Agência Nacional de Saúde dinamarquesa, sublinhando que, "neste momento, não se pode concluir a existência de uma ligação entre a vacina e os coágulos sanguíneos".

As autoridades de saúde norueguesas anunciaram hoje também a suspensão, “como medida preventiva”, de vacinas contra a covid-19 da AstraZeneca, seguindo o exemplo de outros países, que tomaram idêntica decisão com receio de efeitos secundários.

A Áustria anunciou no domingo ter interrompido a administração de um lote de vacinas produzidas pelo laboratório anglo-sueco após a morte de uma enfermeira de 49 anos que sucumbiu a “sérios problemas de coagulação” poucos dias depois de ter recebido a vacina.

Quatro outros países europeus, Estónia, Lituânia, Letónia e Luxemburgo, suspenderam depois a vacinação com doses provenientes do mesmo lote, entregue em 17 países e que incluía um milhão de vacinas.

Na quarta-feira, um inquérito preliminar da EMA sublinhava que não existia qualquer relação entre a vacina da AstraZeneca e a morte ocorrida na Áustria.

Até 09 de março, apenas 22 casos de tromboses tinham sido assinalados em mais de três milhões de pessoas vacinadas no espaço económico europeu, segundo a EMA.

A Itália já administrou 6.005.183 vacinas de diferentes empresas farmacêuticas que abastecem o país e 1.803.693 pessoas já foram imunizadas com as duas doses necessárias.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.621.295 mortos no mundo, resultantes de mais de 117,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.