Leong Iek Hou, do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, defendeu hoje que “é preciso esperar” pelo teste a toda população, marcado para o fim de semana, “para saber de forma clara a situação”.

Em conferência de imprensa, a responsável anunciou que a chamada fase de “consolidação”, que terminava no sábado, será prolongada por três dias, até 02 de agosto, para permitir a análise de todas as amostras recolhidas durante o teste.

Macau saiu no sábado de um confinamento parcial, decretado em 11 de julho, em sintonia com a política de casos zero determinada por Pequim.

Caso não sejam detetadas novas infeções, Leong disse que as autoridades estão “a avaliar” a possibilidade de permitir a reabertura de infantários e centros comerciais e o recomeço de obras de construção civil em recintos fechados.

A responsável disse ainda que o Governo está a ponderar permitir às pessoas que trabalhem ao ar livre usar máscaras cirúrgicas.

Atualmente, todos os adultos são obrigados a usar máscaras do “tipo KN95 ou de padrão superior” quando saem de casa.

Nesta fase transitória, além das “sociedades e entidades que prestam serviços públicos essenciais e serviços necessários para garantir o indispensável funcionamento da sociedade”, podem operar os estabelecimentos que “tenham acesso à via pública” e que possam garantir a ventilação do espaço.

Mas, se a fase de consolidação terminar já na terça-feira, a população poderá também voltar a almoçar em restaurantes, disse Leong Iek Hou.

No entanto, sublinhou a responsável, as autoridades poderão impor um limite de pessoas de acordo com a área do restaurante ou obrigar os clientes a exibir um teste negativo de ácido nucleico.

A população vai continuar a ser obrigada a realizar testes diários antigénio e a carregar a imagem com o resultado para uma plataforma ‘online’.

Mas, disse Leong, os grupos considerados de maior risco poderão passar a fazer testes de ácido nucleico a cada três dias, em vez de a cada dois dias.

O território, que tinha registado cerca de 80 casos desde janeiro de 2020, foi atingido em junho pelo pior surto enfrentado desde o início da pandemia, que infetou 1.816 pessoas, a maioria casos assintomáticos, e provocou seis mortos, todos idosos com doenças crónicas.

Os casinos são a única exceção a esta regra.

Algumas áreas de lazer já reabriram e os residentes têm permissão para passear os animais de estimação perto da zona onde residem, ao contrário do que aconteceu durante o confinamento parcial, algo que motivou forte contestação da população.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.