Segundo a ministra da Sau´de, Sílvia Lutucuta, citada na mesma nota, “estas vacinas sa~o direcionadas aos taxistas, motoristas dos autocarros e pessoas da indústria estratégica da economia, que também fazem parte da primeira etapa de vacinação”.

Angola já adquiriu vacinas da Oxford/AstraZeneca, da Sinopharm, da Sputnik V e agora da Pfizer.

“As vacinas foram adquiridas no a^mbito da iniciativa COVAX e Angola dispo~e das condic¸o~es exigidas para a conservac¸a~o da vacina, tais como, condic¸o~es para manipulac¸a~o e conservac¸a~o nas ca^maras ultra frio”, acrescenta a nota do MINSA.

Angola administrou desde 02 de março até 31 de maio um milhão e 750 mil doses de vacinas contra a covid-19.

Angola contabiliza 34.366 casos da doença, dos quais 764 óbitos, 27.776 recuperados e 5.826 ativos, incluindo 14 em estado crítico e 47 graves.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.