Segundo o boletim diário da Autoridade de Saúde Regional dos Açores, nas últimas 24 horas foram diagnosticados ”quatro novos casos”, dos quais “dois na Terceira, um no Pico e um em São Miguel, resultantes de 779 análises realizadas em laboratórios de referência” da região.

Na ilha Terceira, “há um caso positivo no concelho de Angra do Heroísmo cuja origem está por aferir” e outro no concelho da Praia da Vitória, ligado “a uma das cadeias de transmissão local primária existentes”, revela aquela entidade.

Também na ilha do Pico, o caso detetado no concelho da Madalena liga-se a uma “cadeia de transmissão local pré-existente” e, em São Miguel, o caso foi registado “em contexto de transmissão comunitária”.

O número de doentes internados com covid-19 nos Açores não sofreu alterações desde quinta-feira.

No Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, estão internados cinco doentes (um dos quais em cuidados intensivos) e há um no Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira.

Mantém-se ativas oito cadeias de transmissão nos Açores (cinco na Terceira, uma no Pico, uma partilhada entre Pico e Terceira e uma no Faial), excetuando a ilha de São Miguel, onde está declarada transmissão comunitária.

Estão agora em vigilância ativa 134 pessoas, menos 34 do que na quinta-feira.

O boletim diário da Autoridade de Saúde Regional reporta ainda 18 recuperações, 12 em São Miguel, cinco no Pico e uma na Terceira.

O número de casos ativos de infeção por SARS-CoV-2 nos Açores baixou, assim, para 97, situando-se 62 em São Miguel, 23 na Terceira, nove no Pico e três no Faial.

Desde o início da pandemia, foram diagnosticados na região 8.845 casos de infeção, tendo ocorrido 8.533 recuperações e 42 mortes. Saíram do arquipélago sem terem sido dadas como curadas 94 pessoas e 79 apresentaram comprovativo de cura anterior.

Até o dia 06 de setembro, tinham vacinação completa contra a covid-19 nos Açores 177.122 pessoas, correspondentes a 74,8% da população do arquipélago.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados em relação à pandemia, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da Direção-Geral da Saúde.

A covid-19 provocou pelo menos 4.656.833 mortes em todo o mundo, entre mais de 226,31 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.888 pessoas e foram contabilizados 1.059.409 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.