Somos aquilo que comemos. A frase é tão sábia quanto a Grécia Antiga. Foi dita por Hipócrates, o pai da Medicina.

Michael Greger, provavelmente um dos médicos mais conhecidos (e seguidos) dos Estados Unidos, lutou sempre contra o modo como a Medicina era praticada neste país. Por isso, decidiu que dedicaria a sua vida a dizer aos pacientes o que ninguém lhes dizia na consulta. Ou seja, que há alimentos muito mais eficazes do que qualquer remédio.

"Os melhores remédios do mundo estão todos no seu prato", defende em várias entrevistas que recorrentemente vai concedendo.

As consultas médicas duram cerca de 15 minutos. O paciente é admitido com uma determinada doença e sai com a receita. Mas quase nunca o informam do que deve fazer para prevenir a doença ou para não ter recaídas. E raras vezes sai do consultório com uma lista de alimentos que deve comer ou evitar.

Ao longo de décadas, Michael Greger reuniu as provas científicas, falou com especialistas de todo o mundo e começou a divulgar as informações num site que se tornou um caso raro de sucesso.

Neste livro, apresenta as conclusões. Usa como ponto de partida as 15 doenças mais mortais – dos problemas cardíacos ao cancro, passando pela diabetes. Explica como as contraímos e porquê. E depois dá-nos a receita para as evitar ou curar.

Leia também: 17 sintomas de cancro que os portugueses ignoram

Saiba ainda: 10 alimentos cancerígenos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.