No dia em que completa a primeira semana de vida, Lourenço, o bebé que nasceu com a mãe em morte cerebral no Hospital de São José em Lisboa, deixou os cuidados intensivos, "começou a recuperar o peso ao nascer" e respira "espontaneamente, sem qualquer necessidade de suplemento de oxigénio".

A informação é avançada pelo 6.º boletim clínico, uma nota diária que a assessoria do Centro Hospitalar de Lisboa Central tem divulgado desde que a criança, conhecida como bebé "milagre", nasceu.

Lourenço Salvador "já está internado no setor de Cuidados Intermédios do Centro Hospitalar de Lisboa Central", na Maternidade Alfredo da Costa, e tem tido "uma evolução clínica e analítica normal", refere o boletim.

Se tudo correr como estava previsto, o bebé terá alta por volta das 35 semanas, refere a nota.

O nascimento do bebé no Hospital de São José é um facto inédito na medicina portuguesa, tendo a presidente do Centro Hospitalar de Lisboa Central, Ana Escoval, afirmado no dia a seguir ao nascimento que o Hospital de São José viveu e testemunhou um "facto inédito".

As equipas de Obstetrícia e da Unidade de Neurocríticos do Centro Hospitalar de Lisboa Central realizaram uma cesariana programada à mulher, que estava em morte cerebral desde 20 de fevereiro.

O bebé nasceu com 2,350 kg, após uma gestação de 32 semanas, sem complicações durante e após o ato cirúrgico. A morte cerebral da mãe, de 37 anos, foi declarada na sequência de uma hemorragia intracerebral provocada por doença oncológica.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.