O alerta é de um médico e apresentador de televisão da BBC com base em evidência científica da Universidade de Belfast, na Irlanda do Norte.

Segundo o clínico, cozinhar o arroz com uma porção de arroz por duas de água e tirá-lo do lume quando já não tem água pode estar a afetar a saúde humana de forma irreversível.

Segundo o programa da BBC "Trust Me, I'm A Doctor", este método tradicional pode expor os consumidores de arroz aos vestígios de arsénio presentes neste cereal, um elemento químico tóxico que contamina o arroz ainda durante a fase de plantação devido aos fertilizantes usados na agricultura e às águas contaminadas com resíduos industrias nos subsolos.

12 alimentos que aceleram o metabolismo e ajudam a perder peso
12 alimentos que aceleram o metabolismo e ajudam a perder peso
Ver artigo

O que é o arsénio e o que deve fazer?

O arsénio, um elemento químico metálico, está associado a uma variedade de problemas de saúde como cancro, doença coronária, diabetes e complicações neurodegenerativas, salienta a referida estação de televisão.

Em declarações à BBC, Andy Meharg, professor de ciências biológicas na Universidade Queens de Belfast, diz que o arsénio é tão mau que só é comparável ao tabaco e ao fumo industrial.

De acordo com o programa da televisão pública inglesa, a melhor forma de não se deixar afetar por estes químicos é cozinhar uma porção de arroz com 5 porções de água e depois escorrer o arroz.

Ou melhor: Deixar o arroz cru repousar em água durante a noite e cozinhá-lo no dia seguinte. Este método reduz os níveis de arsénio em 80%, segundo as experiências de Andy Meharg.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.