A mostra é inaugurada no Dia Mundial do Cancro e reúne desenhos originais que refletem as vivências de doentes, familiares e profissionais do IPO nas mais diversas dimensões: a condição humana.

Segundo um comunicado do IPO de Lisboa, no dia em que é inaugurada a exposição terá lugar um leilão dos desenhos.

As obras poderão ser vistas até 18 de março, estando organizadas em quatro áreas temáticas: nós e os doentes, por dentro do IPO, tecnologias, arquitetura e jardins.

Em janeiro de 2016, os Urban Sketchers Portugal passaram duas semanas a desenhar o quotidiano e os espaços de doentes, médicos, enfermeiros, técnicos, investigadores e outros colaboradores indispensáveis à complexa dinâmica hospitalar.

Estes desenhadores urbanos passaram da cozinha à limpeza, da esterilização aos laboratórios, passando pelo bloco operatório, enfermarias, unidade de cuidados intensivos e unidade de transplante de medula, da biblioteca ao espólio histórico, parque de ambulâncias, salas de espera e tantos outros lugares com história e histórias narradas nos diários gráficos dos artistas.

“Do labor desses dias resultaram mais de 100 desenhos sobre o ser humano nas suas diferentes faces e múltiplas dimensões. Conhecimento, humanidade, tecnologias, perseverança, confiança e esperança. Mas também a ideia da finitude, a impotência, a fragilidade, o sofrimento, a dor e o temor. A condição humana sempre”, lê-se no comunicado do IPO de Lisboa.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.