Os homens modernos perderam o medo. Hoje em dia, os pacientes do sexo masculino são muito informados, até pela acessibilidade de informação em motores de pesquisa na internet. Muitos já chegam mesmo às consultas sabendo aquilo que querem e «com a finalidade de aumentar uma autoestima que está em baixo», revela o cirurgião plástico Francisco Ibérico Nogueira.

Atualmente, «os homens começam a recorrer ao face-lift (ritidoplastia cervico-facial) para tratar a flacidez acentuada da face e do pescoço, bem como à blefaroplastia para tratar os vulgarmente chamados papos nos olhos», alega o especialista. Mas a procura de soluções estéticas cirurgicas não se fica por aí. Muito pelo contrário!

«Temos também homens que aparecem na consulta para se submeterem a cirurgias para embelezamento, como por exemplo, as rinoplastias», descreve o cirurgião plástico. E, se pensa que só as mulheres recorrem a pequenos retoques nos lábios, desengane-se. «Ao longo da nossa vida, vamos sofrendo uma atrofia do esqueleto da face que faz com que os lábios diminuam», refere.

«Existem homens que fazem pequenos retoques dos lábios para suavizar o envelhecimento da face e atrasar um pouco o relógio biológico», explica Francisco Ibérico Nogueira. A alopecia, que atinge muitos homens, também é motivo de procura de ajuda especializada. «A queda de cabelo, sobretudo em idades muito precoces, aflige imenso o sexo masculino», conta ainda.

«Os homens mais velhos, por vezes, por questões profissionais, sentem que têm de recuperar um aspeto jovem para competir com os mais novos no mercado de trabalho», sublinha. «Isso faz com que os homens procurem muito o face-lift para rejuvenescerem», acrescenta o cirurgião plástico.

Guiados por este especialista, vamos dar-lhe a conhecer aquilo que, de certeza, sempre teve curiosidade em saber, nomeadamente as cirurgias estéticas mais requisitadas pelo sexo masculino, porquê e em que consistem.

Aqui fica o top 5:

1. Rinoplastia

A parte do corpo em que os homens mais mexem é... o nariz! «A rinoplastia é uma intervenção em que o cirurgião, através de remodelação da pirâmide nasal, promove uma verdadeira escultura do nariz alterando os seus ângulos e a sua projeção de forma a obter um nariz esteticamente mais harmonioso», explica o cirurgião plástico. Na maioria das vezes, as incisões são efetuadas no interior do nariz não sendo visíveis cicatrizes.

É utilizada uma combinação de anestesia local com sedação analgésica por via endovenosa. No que se refere a cuidados pós-operatórios, passadas umas horas, o paciente pode regressar a casa (sem ir a conduzir). Mesmo nas cirurgias mais simples, é conveniente que o paciente venha acompanhado, pois pode sempre haver uma reação inesperada. «No decorrer de dois a três dias, o paciente pode voltar às suas atividades, se não sentir nenhum constrangimento em trabalhar com uma tala», alerta Francisco Ibérico Nogueira.

Os resultados que a rinoplastia permite obter são definitivos, que acaba por se revelar uma vantagem. O preço médio de uma cirurgia estética deste tipo situa-se, em média, entre os 5.500 € e os 7.500 €, aproximadamente, variando esse valor em função daclínica escolhida e/ou do profissional contratatado.

Veja na página seguinte: As outras partes do corpo que eles querem mudar

2. Blefaroplastia

A zona dos olhos é a segunda que mais preocupa os elementos do sexo masculino que recorrem à cirurgia plástica, o que coloca a blefaroplastia em segundo lugar. «São feitas incisões de forma a remover, através de marcações muito corretas, o excesso de pele que se forma nas pálpebras inferior e superior e eliminar o excesso de tecido adiposo, as chamadas bolsas palpebrais», explica Francisco Ibérico Nogueira.

«Aqueles papos que envelhecem, incomodam e que são pouco confortáveis para pessoas que tenham muita exposição pública, nomeadamente pivots, jornalistas, políticos, por exemplo», refere o cirurgião plástico. Habitualmente é feita uma anestesia local com sedação para que o paciente não sinta qualquer incómodo. a cirurgia demora cerca de hora e meia.

O pós-operatório não é dos mais complicados mas é moroso. «As incisões desaparecem ao fim de dois a três meses. A pele desta zona é muito fininha e cicatriza muito bem», assegura o especialista. O preço médio de um procedimento cirúrgico deste tipo situa-se entre os 4.500 € e os 6.000 €, aproximadamente.

3. Lipoaspiração e/ou correção de gorduras localizadas

Não são só as mulheres que se preocupam com os pneus corporais. Também os homens, que já não querem exibir a típica barriga de cerveja. A lipoaspiração «é uma cirurgia muito procurada por homens que, apesar de fazerem exercício físico, não conseguem perder as gorduras localizadas», refere Francisco Ibérico Nogueira.

«Consiste em remover excesso de tecido adiposo, introduzindo uma cânula metálica de determinado calibre um pouco abaixo da pele, deixando uns dois centímetros de gordura sobre a pele para prevenir qualquer ondulação à superfície que é, muitas vezes, uma das complicações desta cirurgia», revela o especialista.

«Essas ondulações devem ser evitadas preservando uma altura de tecido adiposo que possa prevenir qualquer irregularidade. A cirurgia pode ser efetuada sob sedação analgésica», explica ainda. Após a cirurgia, pode existir algum desconforto, podendo este ser minimizado através da prescrição médica especializada de alguns analgésicos e anti-inflamatórios. «Logo que o estado do paciente o permita, inicia-se a fase de fisioterapia para eliminar todos os líquidos», assegura.

«A partir do momento em que o paciente deixa de ter dores é fundamental proceder-se à massagem por drenagem linfática pós operatória, pois esta acelera muito a recuperação», refere ainda o especialista. O regresso à vida normal é relativamente rápido. «Dependendo do volume aspirado, habitualmente, dois dias depois o paciente está apto a fazer a sua vida normal», garante o especialista.

Quanto ao exercício físico, recomenda-se que este seja progressivo e que se inicie entre duas a quatro semanas após a cirurgia. «As caminhadas a pé podem ser feitas logo no dia seguinte pois melhoram a circulação», aconselha o cirurgião plástico. O preço de uma intervenção deste tipo custa entre 3.500 € a 7.000 € aproximadamente, dependendo das zonas a tratar e do tempo de utilização do bloco operatório.

Veja na página seguinte: Quando o excesso de peito também é um problema… deles!

4. Ginecomastia

A feminização da mama no homem é esteticamente desconfortável e acontece «seja por acumulação de tecido adiposo, seja por crescimento da própria glândula mamária que, no homem, normalmente está atrofiada», elucida Francisco Ibérico Nogueira. Na maioria das situações, a lipoaspiração resolve o problema.

«Noutras, exigem-se incisões em torno da aréola que permitem a remoção do excesso de tecido mamário», acrescenta o especialista. Esta é uma cirurgia realizada associando uma sedação com uma infiltração local com xilocaína, adrenalina e soro fisiológico, combinação que permite anestesiar e manter o paciente tranquilo.

«Os resultados são definitivos, pois as células de tecido adiposo (adipócitos) não voltam a reproduzir-se», revela o especialista. O preço de uma cirurgia deste tipo situa-se entre os 3.800 € e os 5.000€, aproximadamente, podendo o valor variar em função do profissional escolhido e/ou da clínica contratada para o efeito.

5. Face-lift

Ao longo dos anos, a pele e os músculos da face vão perdendo alguma elasticidade que com a ação da gravidade desencadeia flacidez da face e do pescoço. Existem diversas razões que levam os homens a procurarem rejuvenescer-se, seja por questões profissionais ou meramente estéticas.

O rejuvenescimento cirúrgico da face e do pescoço, vulgarmente designado por face-lift, possibilita tracionar os músculos descaídos e eliminar as pregas cutâneas indesejáveis. Estas intervenções fazem-se utilizando incisões que são efetuadas dentro do couro cabeludo e perto das pregas naturais da face, o que possibilita a sua rápida dissimulação.

Hoje em dia, graças ao uso de colas biológicas, a recuperação desta intervenção é extremamente rápida, possibilitando, por vezes, o regresso à rotina diária em cerca de uma semana. A fase de pós-operatório não é complexa e o regresso à vida normal, apesar de exigir alguns cuidados, também não é dos mais morosos.

As suturas vão sendo removidas semanalmente e, entre 10 a 15 dias, o paciente pode voltar à sua vida normal. O custo de procedimento cirurgico deste tipo não é dos mais acessiveis. Em Portugal, o preço de um face-lift varia, em média, entre os 8.500 € e os 12.000 €, aproximadamente.

Os cuidados a ter antes das cirurgias

O paciente deve ser muito bem estudado e submetido a um tratamento de imagem. «Costumo dizer que o computador é o melhor amigo do cirurgião plástico porque permite mostrar ao paciente o alcance e os limites da cirurgia e possibilita que tenhamos um documento e que a pessoa perceba de facto quais as modificações que foram efetuadas», refere Francisco Ibérico Nogueira.

E nunca é demais reforçar que a cirurgia plástica só deve ser realizada em «pessoas saudáveis, sem problemas de saúde graves ou doenças crónicas». «É um crime correr riscos desnecessários em cirurgia estética», adverte o especialista.

«Um paciente só deve ser operado se estiver completamente estudado, com o perfil analítico, com exames dentro da normalidade, devendo ser operado em clínicas com todas as condições de segurança e com equipas experientes», afirma ainda o cirurgião plástico.

Texto: Cláudia Pinto

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.