Nos dias que correm, ter uma imagem cuidada e adequada à sua profissão é fundamental. Hoje é essencial procurar reinventar o seu estilo, não mantendo o mesmo corte de cabelo ou género de roupa por mais de 5 ou 10 anos – mostrar que está atualizada e que se mantém ao corrente dos tempos modernos diz muito das suas capacidades profissionais, mas lembre-se de manter a sua imagem coerente com o seu estilo de vida!

Indumentária profissional
No essencial, a indumentária profissional deve ser coerente com a sua profissão, o seu tipo de corpo e a sua idade. No caso das profissionais de beleza, devem prestar especial atenção ao material das fardas – transparências, brilhos e peças excessivamente reveladoras (demasiado justas e/ou curtas) são de evitar.

Devem ter também atenção aos padrões e cores que escolhem, não misturar demasiados padrões e ter atenção a peças com logótipos muito visíveis que distraiam a cliente. Uma boa opção para uma farda elegante é a utilização de calças de cintura subida, pois são uma excelente opção em detrimento de calças de cintura descaída.

Também a roupa interior influenciará muito o seu look profissional – esta deve ser “invisível”, ou seja, não ter costuras ou rendas que sobressaiam através da roupa. As alças do soutien não devem estar à mostra e as alças de silicone não são uma boa opção pois também são visíveis!

Tipo de corpo
Em geral, calças de corte a direito favorecem todos os tipos de corpo. Quem tem as ancas mais largas deve esquecer as calças afuniladas! Se pretende alongar a silhueta, e se a farda permitir, opte por usar riscas verticais em vez de horizontais que “alargam” essa zona do corpo.

Diz-se que o preto emagrece e é verdade – os tons escuros diminuem o volume, enquanto as cores claras o aumentam. Pode jogar com as cores a seu favor e equilibrar as suas proporções. Decotes em V também são uma boa aposta para alongar a silhueta em todos os tipos de corpo, mas não devem ser muito acentuados.

Cabelos
No que se refere a cortes de cabelo, as regras são as mesmas: deve ter em conta a natureza do seu emprego, o seu tipo de rosto e a sua idade.

Profissão
Se tiver uma profissão mais formal, opte por um corte clássico como um bob que lhe dará um aspeto mais maduro, o que é especialmente importante se for jovem e precisa de transmitir credibilidade e confiança.

As madeixas e nuances devem ser subtis, dentro da mesma paleta de cores – madeixas largas e com cores fortes são opções que deve descartar! A melhor opção para cabelos compridos é usá-los apanhados, num rabo-de-cavalo arranjado, o que dá um ar bastante sofisticado e profissional, ou num bun ou french twist.

Tipo de Rosto
O corte deve valorizar sobretudo os seus melhores traços e estar de acordo com o formato do seu rosto, procurando criar a ilusão de um rosto oval, considerado o tipo ideal. Rostos longos devem evitar cabelos muito compridos e rostos mais quadrados com maxilares fortes devem fugir de cortes igualmente quadrados, como o bob.

Idade
Se for jovem e a sua profissão permitir, existe uma maior liberdade para experimentar os cortes de cabelo da moda. Já a partir dos 40 anos deve procurar a elegância em vez do estilo e manter-se longe de cores demasiado arrojadas ou cortes assimétricos.

Saiba mais na próxima página

Penteado
Se é daquelas pessoas apressadas que não têm tempo de secar o cabelo antes de sair de casa, saiba que está a prejudicar a sua imagem. O cabelo deve ter um aspeto bem tratado e requer alguns cuidados.

Se não tiver tempo para fazer uma secagem demorada opte por tentar secar o cabelo de cabeça para baixo na zona das raízes e ficará de imediato com o cabelo mais volumoso e arranjado para o resto do dia. Assim, evitará que o cabelo ganhe jeitos e fique com um aspeto sem vida e desmazelado.

Também é preciso ter atenção aos produtos de styling. O visual deve ser o mais clean possível e deve evitar-se ao máximo o uso de gel, especialmente de efeito molhado. Pode ser usado para moldar algumas pontas rebeldes, mas deve ficar por aí.

Do mesmo modo, a espuma deve ser usada em poucas quantidades, antes da secagem, de acordo com o seu tipo de cabelo, ou seja, para conseguir otimizar as características do seu cabelo e não para o fixar: o cabelo deve ficar com um aspeto saudável e com movimento e não com um aspeto demasiado controlado e com excesso de produto.

A laca pode ser um ótimo aliado para atenuar a eletricidade estática do cabelo e para manter o penteado, mas o objetivo, mais uma vez, é conseguir um cabelo arranjado e natural e não um cabelo armado imune ao vento! Deve evitar o uso de molas e ganchos grandes no cabelo, pois irão conferir-lhe um ar pouco profissional.

Pode usar os chamados “ganchos invisíveis” para domar alguma madeixa mais rebelde e, em rabos-de-cavalo, deve optar por elásticos mais finos e de cor neutra, de preferência no tom do cabelo.

Coloração
A nível da coloração, opte por cores dentro dos seus tons naturais, isto é, subir ou descer alguns tons. E lembre-se que a coloração é um investimento a longo prazo e que requer manutenção – tenha cuidado com as inestéticas raízes!

Maquilhagem
Em termos de maquilhagem, o ideal é respeitar os seus tons e manter-se natural. O fond de teint deve corresponder exatamente ao tom de pele! A cor da base deve ser escolhida aplicando uma pequena porção na linha do maxilar e, se não se notar a diferença, é a
cor ideal.

No contexto profissional é de evitar cores garridas e, por exemplo, olhos muito carregados, como os efeitos esfumados. Também as unhas devem apresentar-se cuidadas – pintadas ou não, o importante é estarem limpas e bem cortadas.

Acessórios

Calçado
Deve ter atenção ao calçado. Há que ter cuidado com sapatos abertos, dão um ar demasiado descontraído. Se usar rasos opte por peças mais seguras, como mocassins ou umas bonitas sabrinas.

Se preferir saltos altos tenha atenção à altura excessiva – a ideal para trabalhar não deve ultrapassar os 4 cm. E é muito importante também ter em conta o material, já que devem ser confortáveis.

Perfume
O perfume pode ser encarado como um acessório indispensável mas não deve optar por cheiros muito intensos que se sobreponham a tudo o resto. Use com moderação ou substitua por uma água-de-colónia, que é mais leve.

Óculos
Os óculos devem refletir a sua personalidade. No entanto, não deverão ser muito exuberantes. Deve optar por óculos discretos e neutros que combinem com todas as cores. Os óculos de sol não devem ser usados em espaços interiores ou depois do pôr do sol, nem a servir de bandolete!

Pulseiras e anéis
Todos os outros acessórios terão de ser igualmente coerentes com o seu estilo de vida e de trabalho. Lembre-se que muitas pulseiras a chocalhar ou colares demasiado grandes e elaborados são elementos que afastam a atenção do que é realmente importante.

Quando estiver a trabalhar, deve tirar todos os acessórios que possam interferir. Em suma, menos é mais, sobriedade é a palavra de ordem!

Especial homens
As regras que se aplicam às senhoras são, em geral, as mesmas que se aplicam aos homens, com a exceção de algumas particularidades:
• A cor das meias deve estar de acordo com a das calças e sapatos e devem chegar a meio da perna para que esta não fique à vista quando estiver cruzada;
• Todos os pelos faciais devem estar bem aparados e cuidados.

Fotografia: Camille Albane
Agradecimentos: Restyle My Style, Sara Tibério e Lorraine Paris

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.