A rotina diária, alguns problemas, o cansaço emocional e físico podem interferir com a sua libido, o que inevitavelmente faz com que a tesão e a excitação não surjam, mas já sabe como é... quanto menos fizer, menos vontade irá ter e, ao fim de um tempo, isso pode prejudicar o seu relacionamento. O que é importante reter é que não é culpa sua, mas é imprescindível que entenda qual o porquê da falta de apetite sexual. Ansiedade, depressão, momentos difíceis, cansaço, pílula, o parceiro já não a excitar podem ser alguns dos motivos, mas é algo que deve tentar perceber se é algo emocional ou físico. Leia algumas das sugestões para contornar a questão.

Converse com o parceiro

Nada como colocar tudo em pratos limpos para tentar melhorar a situação. Fale sobre o que a aflige, pois é importante que ele saiba e entenda a sua posição, até porque às vezes basta alterar algumas práticas sexuais, acrescentar outras, experimentar coisas novas.

'Desligar'

Mesmo que por instantes, não é fácil... ainda para mais se sente que está a ser “atingida” por todos os lados e não sabe para onde se há-de mexer! Pior ainda, saiba que não está a afetar só a sua libido e que a longo prazo, a sua saúde vai reclamar. É necessário que arranje um tempo só para si e que ocupe a cabeça com qualquer outra coisa sem ser pensar no que a aflige. Faça exercício físico, medite, leia, tome banhos de imersão, faça yoga, apanhe sol fora das piores horas, etc... procure algo para descarregar, de forma saudável, as energias negativas e algum stress acumulado. Não obstante, algo que a faça aprender a escutar mais o seu organismo.

Não seja dura consigo mesma

Pare de se culpar ou cobrar por determinados comportamentos. Interiorize que está a passar por uma fase má, é certo, mas que está a tentar fazer algo para sair da mesma e isso demora algum tempo e requer paciência e compreensão. Por isso, não vale a pena forçar algo... tente entender o estado em que está, 'encontre-se' novamente e esteja aberta a novas experiências sem nenhum tipo de preconceito.

Livre-se da vergonha

As mulheres já foram reprimidas durante anos e, mesmo hoje em dia, ainda há alguma falta de abertura para mulheres que afirmam que adoram sexo e têm uma vida sexualmente ativa. Até de mulheres para mulheres... provavelmente ainda não sabem quão bom e delicioso o sexo pode ser! A única coisa a reter é que o seu corpo é um santuário e é você, só você, que decide o que fazer com ele e que o deve proteger. Assim, é imprescindível que cuide dele, que aceite as estrias que tem, a celulite que não desaparece e que se veja ao espelho e que se aceite como é porque qualidades não lhe hão-de faltar. Livre-se da vergonha, utilize brinquedos sexuais para ter noção do que gosta, entregue-se às suas fantasias sexuais e permita-se a tirar partido de momentos que podem ser de grande prazer.

Use a imaginação

Tente inovar no sexo e tente inovar enquanto mulher que procura prazer. Ter tesão é bom, dar prazer é bom, receber é melhor ainda! Entregue-se ao calor do momento sem pudores porque só assim vai desfrutar ao máximo e só assim se vai realizar sexualmente.

Alimentação

Muitas das vezes quando a alimentação é pobre em nutrientes – e ainda lhe junta o stress diário – a quebra dos níveis de testosterona, zinco e vitaminas do complexo B é grande, o que irá afetar a libido, entre outras coisas. Não obstante, o consumo de álcool, produtos saturados, queijos e menta, também não ajudam. Assim, junte os seguintes alimentos a uma alimentação equilibrada:

  • Canela com mel: de sabor delicioso e aromático, com propriedades estimulantes e termogénicas que, juntada ao mel, rico em vitaminas e minerais, consegue-se um remédio muito nutritivo e completo, que oferece uma grande dose de energia e vitalidade;
  • Ostras: ricas em zinco, são consideradas um alimento afrodisíaco, uma vez que estimulam a produção de espermatozóides e melhoram a libido. Cruas ou cozidas... venham elas;
  • Gengibre: é outra especiaria estimulante e ideal para aumentar a libido sem medicamentos. Tem propriedades digestivas e ajuda a perder peso, já que elimina o excesso de líquidos e ativa o metabolismo;
  • Espargos: equilibra as hormonas naturalmente ajudando a aumentar a libido, sendo ainda um alimento saboroso e com poucas calorias;
  • Sementes de abóbora: é uma excelente fonte de zinco que melhora os níveis de testosterona, assim como a libido;
  • Abacate: a fruta é rica em vitamina B6, potássio e gorduras boas que melhoram a vida sexual.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.