A ideia surgiu quando Galvin Scott Davis descobriu que o filho sofria na pele a crueldade do bullying. “O meu filho estava sempre calado e descobri que foi vítima de bullying. Não foi um caso grave mas foi o suficiente para que perdesse a confiança em si mesmo”, conta ao jornal The Guardian o realizador australiano. Na tentativa de reconfortar o menino, decidiu contar-lhe uma história que mostrasse que é possível ultrapassar este problema, mas descobriu que não tinha nenhum livro que se adequasse.

Assim sendo decidiu pôr mãos à obra, criando o livro ‘Dandelion’, que foi um sucesso de vendas, e acabou por originar o filme ‘Daisy Chain’. A história é simples: Buttercup Bree é uma menina como tantas outras cujo passatempo preferido é apanhar margaridas e a fazer coroas de flores. Como não tem amigos, decide enfeitar o parque infantil com as coroas que constrói mas o seu gesto não é visto com bons olhos por um grupo de raparigas que decide vingar-se. Buttercup é humilhada pelas raparigas que decidem fotografar o momento e espalhar as fotografias por toda a parte. Após ser salva por Benjamim, Buttercup decide dar uma lição de vida às agressoras, mostrando-lhes a importância da amizade e o significado da palavra partilha.

Kate Winslet é atriz que dá voz a esta história que pretende alertar para o tema do bullying. “Quando recebemos a proposta do Gavin, aquilo que sobressaiu foi a forma como o filme, a história e a tecnologia estavam a ser usadas não só para entreter mas para informar e fomentar o pensamento crítico da audiência”, revelou Tim Phillips, manager da Screen Australia, a agência governamental responsável pelo financiamento do filme que será utilizado como uma ferramenta de combate ao bullying.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.