Os portugueses estão pessimistas e vão gastar menos com o Natal e a Passagem de Ano. A diminuição do orçamento disponível devido à maior carga fiscal (65%), assim como o clima económico e a previsão de que este piore (65%) são as duas grandes razões apontadas, de acordo com a 15ª edição do Xmas Survey, estudo anual da consultora que analisa as intenções de compra dos consumidores.

O estudo abrange 18 países europeus e África do Sul, tendo sido inquiridos um total de 18.587 consumidores, entre a segunda e terceira semana de setembro, sobre as suas intenções e planos de gastos em presentes, alimentação e lazer.

Em Portugal, a perceção sobre a economia continua pessimista, com 83% dos inquiridos a admitirem que a atual conjuntura é negativa – um valor bastante acima da média do total dos inquiridos em todos países que se situa nos 55%, de acordo com os dados do Xmas Survey 2012.

O orçamento destinado a gastos no período natalício deve diminuir este ano cerca de 13,5% face ao ano passado (530 euros em 2011). Em 2012, os portugueses terão cerca de 464 euros (por lar) para gastar com grande parte destinada à compra de presentes (cerca de 233 euros), seguidos dos gastos com produtos alimentares (162 euros). Este é o primeiro ano em que os portugueses têm a expectativa de gastar menos do que os alemães, em valor absoluto, que estimam gastar 485 euros.

Com menor orçamento disponível, o fator preço torna-se determinante no momento da aquisição de um produto, com 95 por cento a considerar que não comprará um presente sem antes ter em atenção o seu valor. Esta razão poderá justificar, assim, o facto de, nas compras deste ano, 46 por cento dos inquiridos portugueses afirmar que procurará mais produtos em saldos e 37 por cento pretender fazer as compras em lojas consideradas mais baratas, face ao ano passado.

Apesar de, este ano, 49 por cento dos portugueses afirmarem que vão comprar presentes para menos pessoas, as crianças terão um lugar de destaque, com mais de metade do orçamento disponível a estar cativo para a compra de presentes para os mais novos.

De forma geral, para os portugueses os presentes mais desejados em 2012 são dinheiro (58%) e livros (51%), seguidos de vestuário e calçado (44%) e de viagens (43%). Apesar disso, os portugueses confessam que, em termos de intenção de compra, os livros lideram a tabela (48%), seguidos do vestuário e calçado (36%) e dos tradicionais chocolates (31%).

15 de novembro de 2012

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.