Segundo um comunicado da PJ, o indivíduo, de 26 anos, está “fortemente indiciado” pela prática do crime de pornografia de menores, na forma agravada, atenta a idade das vítimas.

Maus tratos em crianças e jovens: quais são os sinais de alerta?
Maus tratos em crianças e jovens: quais são os sinais de alerta?
Ver artigo

“Recorrendo ao uso de perfis fictícios do género feminino criados na rede social Facebook, o suspeito aliciava jovens adolescentes do sexo masculino a fotografarem-se em atos sexuais explícitos e a enviar-lhe esses ficheiros multimédia através de plataformas de comunicação na Internet”, refere a mesma nota.

De acordo com a PJ, a investigação surgiu na sequência de denúncia de aliciamento de um menor através deste ‘modus operandi’.

Telemóvel e ficheiros apreendidos

Na sequência de uma busca domiciliária realizada em casa do suspeito, numa freguesia do concelho de Águeda, foram-lhe apreendidos, para além de um ‘smartphone’ usado na atividade delituosa, dezenas de ficheiros semelhantes referentes a outras vítimas.

O detido, operário fabril, foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de apresentações diárias, proibição de contactos com as vítimas bem como de se aproximar de estabelecimentos de ensino e de frequentar quaisquer redes sociais.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.