Cecilia Malmström, comissária da UE responsável pelos Assuntos Internos, lançou, juntamente com o Procurador-Geral dos EUA, Eric Holder, uma aliança mundial contra os abusos sexuais de crianças na Internet. A iniciativa visa reunir os decisores de todo o mundo para melhor identificar e prestar assistência às vítimas e para atuar judicialmente contra os infratores.

Participaram no lançamento ministros e altos funcionários dos 27 Estados Membros da União Europeia, a que se juntaram representantes de 22 outros países terceiros (Albânia, Austrália, Camboja, Croácia, Geórgia, Gana, Japão, Moldávia, Montenegro, Nova Zelândia, Nigéria, Noruega, Filipinas, Sérvia, República da Coreia, Suíça, Tailândia, Turquia, Ucrânia, Estados Unidos da América e Vietname).

Os países da aliança comprometem-se a alcançar uma série de metas e objetivos:”Por detrás de cada imagem de abuso de crianças está uma criança vítima de abuso, uma vítima explorada e indefesa. Quando estas imagens circulam na Internet, podem ser vistas indefinidamente. A nossa responsabilidade consiste em proteger as crianças, onde quer que vivam, e em levar os criminosos a tribunal, onde quer que atuem. A única forma de o conseguir é reunir esforços a favor de uma ação mais firme e coordenada a nível mundial”, declarou a comissária da UE.

Estima-se que mais de um milhão de imagens de crianças sujeitas a abusos sexuais e exploração sexual estão atualmente disponíveis na Internet. Segundo a UNDOC, todos os anos são adicionadas 50 mil novas imagens desta natureza.

6 de dezembro de 2012

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.