O reencontro entre a mãe, Lyneth Mann-Lewis, e Jermaine Allan Mann, o filho, aconteceu este fim de semana nos Estados Unidos. Desaparecido há 31 anos durante uma visita parental em Toronto, Jermaine Allan Mann foi encontrado pela polícia na semana passada depois de o pai, com quem vivia, ter sido apanhado em flagrante a usar documentos falsos.

Durante o fim de semana, a mulher voou para os Estados Unidos e reencontrou-se com o filho. Abraçou-o mal o viu, antes de dizer alguma coisa. "Não há palavras que descrevam o que senti", contou a mãe citada pela BBC, revelando ainda que falou com o filho durante horas.

"Queria ter a certeza de que era real", desabafou. "Depois de 31 anos a sofrer, eu sou a prova de que ninguém deve desistir, mas sim ser paciente, forte e acreditar que tudo é possível", disse Lyneth Mann-Lewis. Natural de Brampton, Ontário, esta mulher é presidente da Sociedade Crianças Desaparecidas do Canadá.

O alegado raptor deverá ser extraditado para o Canadá, onde poderá vir a ser julgado por rapto. Jermaine, com 33 anos, achava que a sua mãe tinha morrido, tal como lhe contara o progenitor.

O paradeiro de Jermaine Allan Mann foi descoberto depois de o pai ter apresentado uma certidão de nascimento falsa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.