A Future HealthBiobank, banco privado de criopreservação, acaba de lançar o serviço de criopreservação das células estaminais da polpa dentária em Portugal. Este serviço exclusivo e pioneiro, realizado com base na extração dos dentes de leite e/ou do siso, assume-se como uma segunda oportunidade para os pais que não fizeram a recolha das células estaminais dos filhos na altura do parto. E para os adultos, que podem agora usufruir da criopreservação de células que ficam disponíveis para utilização durante 25 anos e que podem ajudar a tratar a diabetes e doenças cardíacas. O resultado deste avanço científico permite isolar e criopreservar uma tipologia de células mais eficientes dos que as de tecido de cordão na intervenção em doenças do foro neurológico, células essas que podem ainda ser utilizadas como coadjuvantes no processo de transplante ao diminuir a reacção de rejeição ao enxerto.

"A criopreservação de células da polpa dentária guarda muitas vantagens: a extração da polpa do dente é um processo não invasivo (não implica uma gravidez e um parto) e pode ser feita naturalmente durante o período de troca dos dentes da criança, entre os 5 e 12 anos, ou no momento da extração do dente de um dente do siso (não implica uma decisão de momento, como o parto). Estas células estão protegidas pela estrutura dos dentes, de todas as formas de stress e a sua recolha não tem implicações éticas, uma vez que o destino dos dentes seria o lixo. Por serem multipotentes e imunotolerantes, podem também ser utilizadas no doador ou em outros membros da sua família direta como irmãos, pais e avós" explica a Dr.ª Helga Leite, Médica Dentista, com prática exclusiva nas áreas de odontopediatria e ortodontia

As taxas de sucesso da terapia com recurso a células estaminais dependem do prognóstico do paciente e da terapia empregue (quantas doses de células, via de aplicação das células, periodicidade da aplicação). Os resultados de estudos clínicos demonstram, muitas vezes, não a cura da patologia, mas a melhora dos sintomas e da qualidade de vida dos pacientes. O que muitos desconhecem é que o tratamento com as células estaminais é realizado sem recurso a qualquer cirurgia: as células são introduzidas no indivíduo que receberá o tratamento apenas por meio de uma injecção (o número de injecções e a periodicidade das mesmas é determinada pela equipa médica).As células criopreservadas ficam disponíveis para utilizações imediata durante 25 anos após a sua criopreservação.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.