Para assinalar o Dia Nacional de Luta Contra a Obesidade, a Associação de Doentes Obesos e Ex-obesos de Portugal (ADEXO) e a Associação Portuguesa contra a Obesidade Infantil (APCOI), lançam o projeto “O Esconderijo”, um livro sobre a relação entre o bullying escolar e a obesidade infantil.

De acordo com dados da APCOI, 65% das crianças com obesidade em Portugal sofrem de bullying na escola. Insultos, alcunhas e comentários inapropriados estão entre os principais atos discriminatórios contra crianças com excesso de peso, com idades entre os 6 e os 14 anos.

O livro “O Esconderijo” vai ser distribuído em várias escolas por todo o país e tem como objetivo sensibilizar a comunidade escolar, os encarregados de educação e a população em geral para uma realidade que está bem presente em Portugal. O livro conta-nos a história de um rapaz e de uma rapariga, ambos vítimas de bullying por parte dos seus colegas, e a forma como conseguem superá-lo com o apoio de uma professora.

Em 2020, uma sondagem realizada pela APCOI revelou que a maioria dos 512 pais e encarregados de educação de crianças com excesso de peso inquiridos, já lidaram com pelo menos um episódio de bullying escolar relacionado com o peso da criança, nos últimos 2 anos letivos. Os episódios de bullying reportados foram na maioria realizados por colegas da mesma turma (47%), seguindo-se situações com alunos de outras turmas da escola (40%) e ainda ocorrências com professores ou pessoal não docente (13%).

O livro “O Esconderijo” vai ser apresentado, em televisão, no dia 22 de maio no programa “Aqui Portugal” da RTP e o lançamento oficial será no mesmo dia pelas 15h00, no Facebook da ADEXO.

“É fundamental refletirmos sobre este tema da discriminação, violência, mas também da segurança das nossas crianças na escola. A ADEXO quer com este livro aumentar a consciencialização dos professores, dos pais e da sociedade em geral para um assunto que precisa de ser tratado com seriedade”, afirma Carlos Oliveira – Presidente da ADEXO.

A pandemia da Covid-19 parece ter agravado ainda mais esta situação, uma vez que uma em cada cinco crianças com obesidade foi vítima pela primeira vez de um ataque de cyberbullying, nas redes sociais, relacionado com o seu peso, durante os meses de confinamento e de ensino à distância.

A APCOI alerta os pais e educadores para “abandonarem o velho discurso de não intervir porque as crianças se entendem sozinhas, pois estes ataques na infância refletem-se em consequências que podem ser graves no futuro destes jovens. É importante que se passe à ação, sejam feitas denúncias à escola ou às autoridades, antes que seja tarde demais para atuar”, afirma Mário Silva – Presidente da APCOI.

Esteja atento aos sintomas

A maioria das vítimas tende a sofrer de ansiedade generalizada, depressão ou stress pós-traumático – a segunda maior doença psiquiátrica em Portugal. Em casos mais extremos pode levar ao suicídio.

Neste sentido, a ADEXO e APCOI apelam a que os pais e educadores estejam atentos aos principais sintomas e mudanças repentinas de comportamentos, tais como tristeza, irritabilidade, apatia, insónias, pesadelos, verbalização de culpas, comportamentos de fuga, recusa em ir à escola, entre outros.

O livro “O Esconderijo” é apadrinhado pelos apresentadores José Carlos Malato e Vanessa Oliveira, da RTP, e conta com o apoio das farmacêuticas Novo Nordisk, Johnson&Johnson e Medinfar.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.