Pode acontecer em qualquer lugar e a qualquer pai, não fossem as frases “ainda agora estava aqui” ou “foi uma questão de segundos” tão comummente referidas. Na praia, no parque infantil, no supermercado, centro comercial, enfim... é certo que numa zona mais ampla e com mais gente é mais propício de acontecer, mas pode acontecer em qualquer lado e a qualquer um.

Uma vez que é uma situação capaz de gerar bastante stress, nada como seguir algumas diretrizes para que, caso aconteça, a situação se resolva o mais depressa possível. Ensine o seu filho de forma motivadora, ou seja, faça pequenos teatros com ele, inverta os papéis na simulação para ser o seu filho a corrigir, use bonecos, enfim... ensine, mas de forma entusiasmante.

Algumas regras básicas que deve incutir e treinar com o seu filho:
- Saber o seu nome completo e o dos pais;
- Saber o número de telefone dos pais (um bom exercício prático é ensinar o seu filho a digitar o número num telefone);
- Saber a morada;
- Saber o número de emergência (112);
- A criança quando se aperceber que se separou de quem estava deve permanecer no mesmo lugar porque será mais fácil de a encontrar perto do sítio onde estavam em vez de andar a “vaguear”;
- Incuta a criança a pedir ajuda, mas de preferência a pessoas com uniforme (polícia ou um operador de caixa de supermercado) ou a mulheres que estejam com crianças;
- É de extrema importância que a criança saiba que não deve confiar em mais ninguém. Homens/ mulheres com cães fofinhos, com doces, que digam que saibam onde estão os pais, etc... pode ser um logro!
- Invente uma senha que deve partilhar só com pessoas intimas. Caso alguém ligue a a dizer que está com o seu filho você saberá;
- Chamar (incuta na criança que não deve ter vergonha de gritar bem alto 'mãe' ou 'pai' assim que notar que se perdeu).

Em viagem
Quer seja de férias ou apenas a ir para casa, eis o recomendado:
A criança saiu e você ficou – tal como acima, o ideal é que a mesma permaneça nesse sítio e esperar que a vá buscar;
Você saiu e a criança ficou – a criança deve sair na estação seguinte e aguardar por si.

No campo
Em terrenos mais descampados a desorientação pode ser ainda pior, uma vez que podem não existir pontos de referência. Diga ao seu filho para agir desta forma:
- Gritar e ver se consegue fazer o maior ruído possível (bater numa árvore com um pau, assobiar se souber, etc...);
- Não sair de onde está;
- Não se aproximar de rios, poços, etc...;
- Não adormecer (isto dificulta o processo de busca, uma vez que a criança não irá ouvir se estiverem a chamar por ela);
- Não tocar nos animais pois podem morder;
- Pedir ajuda a um adulto que passe, uma vez que nesta situação específica a probabilidade de ser alguém que ajude, é grande.

Não obstante, aos pais também lhes cabe algumas precauções, tais como:
- Vestir a criança com roupas mais coloridas;
- Coloque um lenço branco no bolso do seu filho para ele poder amarrar o mesmo num pau e também irá servir para chamar a atenção;
- Uma garrafa de água e um chocolate são itens que também devem ser contemplados;
- Ensiná-lo a assobiar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.