Em tempos de crise, nem sempre temos muito dinheiro disponível para comprar certos produtos que nos ajudam a cuidar de nós e dos que nos são mais importantes. Assim sendo, e porque nunca devemos descuidar a nossa saúde e o nosso aspeto, apresentamos algumas propostas das chamadas “mezinhas” que podemos fazer em pouco tempo na nossa casa e sem gastar muito dinheiro.

Todas as mães conhecem verdadeiramente o significado das olheiras, principalmente as que têm bebés pequeninos, ou as que têm filhos a passar pela adolescência. Mas as malditas olheiras têm muitas outras razões pelas quais podem aparecer: alergias, cansaço ou até mesmo genes, e para combater este mal um kiwi ou um pepino podem ser verdadeiros aliados. Colocar uma rodela por cima de cada olho ajuda o contorno dos olhos a relaxar. Para além disto, pode ainda colocar chá de camomila. Quando beber chá, não deite a saqueta fora e congele-a. Quando quiser coloque uma saqueta em cima de cada olho pois a sua ação refrescante irá endurecer a pele em redor dos olhos.

A nossa pele precisa também de esfoliação, seja que pele for, seja em que altura do ano for, seja que parte do nosso corpo for. A esfoliação retira impurezas e células mortas da pele e isso é essencial e deve ser feita pelo menos duas vezes por semana. Antes de esfoliar a pele é muito importante que esta se encontre limpa. Depois, se tiver a pele muito seca pode misturar uma porção de açúcar com óleo ou mel, por exemplo. Se misturar açúcar, faça movimentos muito suaves pois trata-se de um ingrediente bastante rijo. O melhor para o tipo de pele normal é misturar flocos de aveia com mel caso vá esfoliar a cara, ou flocos de aveia com óleo (porque é menos espesso) para o caso do corpo. Faça movimentos circulares e no final, lave muito bem a pele e coloque o seu creme hidratante.

Ainda na zona da face, nada como um truque caseiro para os lábios. Especialmente no inverno há uma grande tendência para lábios secos e gretados. Se juntarmos um pouco de açúcar com uma colher de mel e aplicar nos lábios durante algum tempo vamos estar a esfoliar e hidratar ao mesmo tempo. Para além deste truque, pode ainda comprar uma escova de dentes, colocar-lhe uma porção do creme hidratante em cima e passar nos lábios durante uns minutos. Tem o mesmo efeito do truque anterior mas é menos agressivo. No final, limpe bem os lábios e coloque um bálsamo, batom do cieiro, ou mesmo vaselina que é também uma ótima solução para este problema. Pode aplicá-la à noite, de forma a acordar no dia seguinte com os lábios bastante hidratados.

Veja mais na página seguinte

As mãos são outra parte do corpo que sofre bastante na estação fria, por isso se quer mantê-las hidratadas e com um aspeto cuidado compre umas luvas brancas de algodão e à noite esfregue vaselina líquida e depois calce as luvas e durma com elas. Vai ver que no dia seguinte elas estão super macias e as cutículas muito mais suaves.

Tanto as mãos como os pés podem também sofrer de outro mal no inverno: as frieiras. O surgimento da frieira é causado por atrito, humidade, excessivo suor e falta de asseio. Geralmente, a contaminação ocorre em lugares públicos que tenham pisos húmidos, como por exemplo, piscinas, vestiários, saunas e pelo uso comum de toalhas e roupas de pessoas já infetadas. Apesar de serem mais comuns nos pés, as frieiras também se podem manifestar nas mãos. Os sintomas são: irritação no espaço entre os dedos, que se torna avermelhado e dolorido, gretas na pele e, eventualmente pequenas bolhas que provocam muita comichão. Não coce as gretas ou as bolhas causadas pela frieira, pois só vai piorar ainda mais a irritação. Tome agora nota desta mezinha para ajudar a melhorar as frieiras: Aquecer em banho-maria, num recipiente de vidro, 1 chávena (chá) de óleo de rícino. Quando o óleo estiver bem quente adicionar 15 gotas de essência de alfazema (à venda em farmácias ou casas de produtos naturais) e 1 pedra de cânfora (à venda em farmácias) mexendo com uma colher de pau até a cânfora dissolver. Quando tudo estiver dissolvido e misturado, retirar o recipiente de vidro do lume. Espere que arrefeça e friccione as frieiras com esta preparação 2 ou 3 vezes ao dia. Pode guardar para outras vezes, num vidro bem tapado e esterilizado.

Aproveite estas mézinhas para cuidar também dos que mais gosta. Se é mãe sabe que todos os bebés, uns mais que outros, sentem cólicas. Para as cólicas de bebés deve juntar uma gota de sumo de limão por cada 10ml de leite e verá que as dores vão acalmar.

As constipações também são algo comum. É impossível evitar que o bebé apanhe uma constipação, sobretudo quando passa a maior parte do seu tempo no infantário e em contacto com outras crianças. Faça com que seu filho tome bastantes líquidos (especialmente sumo de laranja, rico em vitamina C, se já for caso disso) e deixe-o dormir bastante.

Se ele estiver com febre há alguns truques para aliviar o desconforto do seu filho: Coloque uma toalha dobrada ou um cobertor pequeno debaixo do colchão do berço, na parte da cabeça, para deixá-la mais elevada. Dormir com a cabeça mais elevada diminuirá um pouco a congestão nasal do seu filho. Não use almofadas dentro do berço para fazer isso. Outra opção é deixar o bebé dormir no carrinho, com o encosto meio reclinado, ou no seu colo, consigo sentada (e é claro que nesse caso você não vai dormir).

Use soro fisiológico para aliviar a congestão nasal. Pergunte ao pediatra qual o melhor tipo (em gotas ou spray). Um bom truque é colocar o soro fisiológico um pouco antes de dar de mamar. Uma opção improvisada é ficar cerca de 15 minutos com o bebé dentro da casa de banho com a água quente ligada de forma a criar vapor. Lembre-se de trocar a roupa do bebé depois da "sauna", porque ela pode ficar húmida e consequentemente piorar a situação. Se seu filho está com o nariz entupido mas não tem nenhum outro sintoma, dê uma olhadela nas narinas dele para ver se ele não enfiou nenhum objeto estranho. Esse tipo de acidente é mais comum do que se imagina.

Veja mais na página seguinte

Em relação às constipações dos adultos é possível dizer que estamos constantemente rodeados por cerca de 200 diferentes vírus que não podemos evitar. Na estação húmida e fria, porém, estamos particularmente expostos. Segundo as estatísticas médicas, uma pessoa constipa-se duas a três vezes por ano. Isso, porém, é um número médio enganador, já que muita gente é atingida muito mais vezes. E há quem nunca se constipe. Descubra a seguir como poderá também conseguir isso, prevenindo-se da melhor forma possível.

Evite os pés frios: Esta é uma relação espantosa que tem a ver com o sistema nervoso. Se os pés estiverem frios, as membranas mucosas do aparelho respiratório não são tão bem irrigadas de sangue e a constipação pode aparecer mais facilmente! Mergulhe os pés em água quente durante dez minutos e depois esfregue-os com uma toalha e calce umas meias quentes.

Controle a temperatura ambiente: Se a temperatura estiver muito alta, ficamos mais suscetíveis porque quanto mais quente estiver uma divisão, menor é a humidade. As membranas mucosas do nariz, da cavidade oral e da faringe secam e ficam irritadas, tornando-se terreno ideal de cultura de vírus e bactérias. A temperatura não deve exceder 20ºC.

Vista-se adequadamente: A pele deve poder libertar o calor e a humidade supérfluos. Não se deve suar nem ter frio. Vista-se ao estilo cebola: várias camadas de roupa que podem mudar-se de acordo com a temperatura.

Lave as mãos: As pessoas raramente se lembram da enorme quantidade de germes que se alojam nos puxadores das portas e nos corrimões, onde sobrevivem durante três horas. O melhor é lavar as mãos várias vezes ao dia ou andar com um frasco de desinfetante, daqueles que já se vendem nos supermercados.

Inalação: Deite água quente numa taça com salva e tomilho (folhas, saquinhos de chá, extratos, óleos aromáticos). Aspire o vapor, com a cabeça sobre a taça e uma toalha posta por cima, durante dez minutos. Os agentes fazem libertar o catarro e evitam uma possível inflamação. Depois da inalação, seque a cabeça e o cabelo e deite-se durante meia hora.

Banho quente: Um banho de 15 a 37 minutos com sementes de feno ou 15 a 20 gotas de óleo de eucalipto faz o corpo transpirar. De seguida, agasalhe-se o mais depressa possível e beba uma caneca de chá de tília ou de sabugueiro com uma colher pequena de mel. Depois, só falta uma botija de água quente e cama. Transpire durante meia hora, mude a roupa e volte para a cama, porque dormir é o melhor remédio.

Veja mais na página seguinte

Veja agora outras mezinhas rápidas:

Pesadelos: Almofada recheada com tomilho evita pesadelos.

Aftas: Partir um alho aos bocados e colocar a parte mais húmida na afta durante algum tempo.

Amigdalites e faringite: O limão é um antisséptico e cicatrizante, por isso deve fazer gargarejos com o sumo pois aumenta as defesas contra as infeções.

Baixar a tensão arterial: Chá de folhas de laranjeira.

Colesterol: Cortar a beringela para dentro de um recipiente com 1 litro de água, deixar no frigorífico por uma noite e de manhã misturar o sumo de 2 limões e tomar durante o dia.

Constipações: A primeira receita é com limão - Ponha a casca de 1 limão com 1/2 litro de água a ferver num tacho, passado uns minutinhos de fervura retire a casca, para não azedar o xarope, acrescente 1/4 kg de açúcar amarelo, deixe dissolver e retire. Convém tomar à noite. A segunda receita é só para adultos: É preciso uma garrafa de vinho forte tinto e mel. Como não vai beber tudo de uma vez é aconselhável dividir em 3 partes. No primeiro dia ferva 1/3 do vinho e acrescente 2 colheres (de sopa) de mel, beba ainda quente ao deitar. Faça as restantes partes de forma igual mais dois dias a noite.

Desinfetar feridas: Lavar a ferida com água, arranjar um dente de alho, cortar ao meio e, com uma das metades, limpar o corte. Depois do ardor passar, a hemorragia também passa. Da outra metade do dente de alho corta-se uma rodela fina e coloca-se sobre o corte. Por cima coloca-se uma folha de papel higiénico dobrada do tamanho de um penso rápido e fixar com fita-cola. Dentro de 10 ou 15 minutos já não há infeção, pois o alho é um bom antisséptico.

Dor de cabeça (enxaqueca): Chá de casca de laranja fresca.

Dor de cabeça (tensão pré-menstrual): Sumo de melão – colocar no liquidificador a polpa do melão juntamente com as sementes, coar e tomar dois copos por dia.

Dor de dentes: Bochechar com bagaço, ou pedra de sal no dente dorido.

Dor de garganta: Gargarejar com sumo de abacaxi, temperado com uma pitada de sal para cortar a acidez.

Estancar sangue de feridas: Colocar açúcar em cima da ferida que para de imediato de sangrar. Passados uns 10 minutos limpa-se a ferida com soro fisiológico e desinfeta-se.

Memória: Chá da casca de abacaxi melhora a memória.

Osteoporose: Sumo de pepino.

Pressão arterial: Chá de alho; Chá de alpiste; Sumo de pepino para regular a pressão arterial, tanto a alta como a baixa.

Queimaduras: Parte afetada debaixo de água fria corrente até que o calor diminua e pare de queimar as camadas de pele, depois, colocar clara de ovo, levemente batida, só para que seja mais fácil de aplicar.

Varicela: Para atenuar a comichão na pele, nada melhor do que colocar um pouco de farinha de amido de milho (maizena) no banho.

Ponha todas estas mezinhas em prática e verá que que o seu inverno será muito melhor: para a saúde e para a carteira.

Se gostou deste artigo veja também:

O artigo Como ser uma mãe cool

A galeria 25 ideias para ser uma família verde

A galeria Ideias para fazer em família

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.