Para ter um futuro sorridente, não basta ter sorte. Boas oportunidades até vão surgindo, mas quem não tiver as ferramentas certas não saberá aproveitá-las, alertam muitos especialistas. É por isso que, a par do estímulo da inteligência e da criatividade das crianças, devem também ser trabalhadas as emoções. É aí que entra o life coaching, uma estratégia de educação que integra uma série de programas de preparação para a vida.

Em entrevista à Saber Viver, publicada originalmente na edição impressa desta publicação feminina, Paula Pinta e Rita Praça, fundadoras da empresa Lifecoaching, explicam como este método pode dotar as crianças de novas ferramentas que as vão ajudar a superar obstáculos e desafios. "Todas as crianças do mundo têm direito a serem mais felizes e futuros adultos de sucesso", defendem as duas especialistas portuguesas.

O que é o life coaching para crianças?

O life coaching é um programa que pretende treinar a inteligência emocional, ajudando as crianças a tirar o máximo partido das suas capacidades e a gerir de forma positiva e construtiva as suas emoções. Uma vez que "a infância é, por excelência, o período da descoberta e da aprendizagem", é, nesta fase, como revelam Rita Prata e Paula Pinto, fundadoras da empresa Lifecoaching, que as crianças devem ser orientadas.

Devem, neste período, um dos mais marcantes do seu processo de desenvolvimento enquanto seres humanos, ser levadas a "utilizar a informação contida nas emoções de forma a dirigir o pensamento para aquilo que é importante", sublinham as especialistas. "Saber lidar com os próprios sentimentos e com os dos outros constitui uma maior garantia de êxito", referem ainda as empreendedoras.

De acordo com Rita Praça e Paula Pinto, "saber utilizar as emoções é uma ferramenta adequada que se traduz numa forma feliz de estar no mundo". Uma opinião que é partilhada por milhares de especialistas em todo o mundo. Como explicam as fundadoras da empresa Lifecoaching, "o programa de inteligência emocional destina-se a crianças entre os três e os 12 anos, sendo a abordagem e as técnicas utilizadas adequadas à idade".

No final, são as crianças que saem a ganhar, afiançam todos os que defendem esta abordagem. De uma forma lúdica, este tipo de programas desenvolve nas crianças "a autoestima, a autoconfiança, a segurança e motivação, a maturidade e autonomia, a concentração, a empatia e a assertividade, o raciocínio abstrato e concreto", entre muitas outras capacidades, aumentando a sua inteligência emocional.

Como funciona o life coaching?

As crianças agrupam-se em três faixas etárias. "Dos 3 aos 5 anos, dos 6 aos 9 e dos 10 aos 12, de forma a permitir a aprendizagem e o desenvolvimento individual no relacionamento com os pares", esclarecem. Na maioria dos casos, as atividades, pensadas para grupos com um número máximo de 10 alunos, desenvolvem-se ao longo de 50 minutos, duas vezes por mês. A abordagem é, por norma, informal e descontraída.

Através de jogos lúdicos, de construções, do desenho e da pintura, da mímica e da representação, da música e da dança, da leitura e da escrita e da filosofia, entre outras atividades, que variam consoante os profissionais que lideram o processo, cada criança ganha consciência da sua forma de estar no mundo e da maneira como reage perante os outros. Esse autoconhecimento acaba por ter muitas vantagens.

"Permite corrigir e melhorar comportamentos e reações, contribuindo para o desenvolvimento pessoal e para o sucesso escolar, afetivo e social", garantem as especialistas portuguesas. Rita Praça e Paula Pinto confirmam a importância do desenvolvimento da inteligência emocional. "Todas as crianças do mundo têm direito a serem mais felizes e futuros adultos de sucesso", defendem as duas profissionais.

Crescer por dentro

3 atividades simples que estimulam o crescimento interior das crianças:

- Imaginar que se é uma cascata, num processo lúdico no qual os sentimentos negativos escorrem da cabeça aos pés.

- Plantar uma semente e vê-la crescer, uma atividade que permite o treino da responsabilidade.

- Imaginar que se é uma árvore que abana com o vento, uma brincadeira que possibilita o treino da flexibilidade mental.

Life coaching para crianças. A importância de trabalhar as emoções desde a mais tenra idade

Texto: Paula Alberty com Paula Pinto e Rita Praça (fundadoras da empresa Lifecoaching)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.