Homem cauteloso e organizado, Vítor de Sousa já tem o testamento preparado e os seus bens distribuídos.

Solteiro e sem filhos, o ator revela numa entrevista à “TV Guia” que o grande beneficiário será o seu afilhado, Zé Miguel, de cinco anos, filho de um casal amigo.

“O Zé Miguel é o filho que eu não tive. O meu testamento está feito em nome dele. Algumas coisas serão para a Casa do Artista, mas o resto é para ele. Tenho um espólio muito rico e se eu morro ninguém sabe o que acontece, por isso discriminei tudo”, explica o ator.

Apaixonado pelo teatro, mas com os pés bem assentes na terra, Vítor de Sousa não hesitou em aceitar o papel de “Padre Venâncio”, na novela da TVI “Remédio Santo”. 

“Preciso de trabalhar. Aceitei pelo cachet, claro”, explicou ele.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.