Pink abriu o coração numa profunda (e honesta) declaração de amor ao marido, Carey Hart, na qual exalta os altos e baixos que a relação de quase duas décadas já ultrapassou, nomeadamente a decisão do casal em recorrer a terapia.

"Estamos nisto há muito tempo e é nosso idealismo teimoso e implacável que nos mantém juntos. O casamento é terrível, é maravilhoso, é conforto e raiva. É enfadonho, aterrorizante e destruidor de unhas. É amar outra criatura falível enquanto tentas amar-te a ti mesmo", começou por escrever.

"As pessoas riem-se de nós porque ou estamos a discutir ou estamos a rir. Reviram os olhos quando falamos em terapia. Mas vou-te dizer: vale a pena. Tudo isto. Mesmo quando não vale. Terapia não é para pessoas fracas, para hippies ou liberais. É para pessoas quebradas que querem ficar inteiras (...) Amo-te, amor. Estou grata por termos chegado até esta fotografia", rematou.

Este desabafo surge na legenda de uma imagem registada pelo melhor amigo da artista, em os dois aparecem abraçados, e que esta fez questão de publicar nas redes sociais, como pode ver abaixo.

Recorde-se que Pink e Carey Hart conheceram-se em 2001 e subiram ao altar cinco anos depois. Da união nasceram Willow, de nove anos, e Jameson, de três.

Leia Também: Pink mostra marido na cama de hospital após operação

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.