Aos 28 anos, Sarah Hyland falou abertamente sobre a depressão que enfrentou quando teve que se submeter ao segundo transplante renal, depois do primeiro não ter sido bem sucedido.

“Estar sempre doente e com dores crónicas todos os dias e não saber quando é que vamos ter um dia bom, é realmente muito difícil”, disse no programa 'The Ellen DeGeneres Show'. “Escrevi muitas cartas de suicídio na minha cabeça para os entes queridos a explicar o porquê de fazer aquilo, referindo que ninguém tinha culpa. Não escrevi em nenhum papel porque não queria que o encontrassem”, confessou, admitindo que esteve "muito, muito perto" de tirar a própria vida.

Tudo melhorou quando Hyland decidiu partilhar os seus pensamentos com um amigo. “Só o facto de o dizer em voz alta ajudou muito, porque eu guardei tudo para mim mesma durante meses. Não queria que ninguém soubesse que estava perto [de tirar a própria vida] porque se soubessem iriam tentar persuadir-me”, justificou.

No entanto, a atriz salienta que, embora isso tivesse funcionado consigo, entende que as pessoas que sofrem com depressão lidam de formas diferentes. “Todas as pessoas que sofrem com ansiedade, depressão ou que têm pensamentos suicidas, são diferentes. Não se fiquem só pelo que digo”, frisou, explicando que “apenas está a partilhar a sua história”.

Agora, quase dois anos depois do segundo procedimento cirúrgico, a artista sente-se bem e está a desfrutar da sua vida ao lado do namorado, Wells Adams.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.