Preso desde o verão de 2019 por acusação dos crimes de tráfico sexual, extorsão e pornografia infantil, o cantor R. Kelly foi esta segunda-feira considerado culpado pela justiça norte-americana.

Com base em testemunhos de seis pessoas, os procuradores do caso consideraram o músico um "predador sexual em série que abusou de mulheres, bem como de meninas e meninos menores durante mais de duas décadas", noticia a NBC News.

Durante os dois anos em que esteve a lutar pela sua inocência, R. Kelly negou sempre qualquer envolvimento em crimes sexuais.

Ao saber o veredicto, que o declarou culpado de nove casos de atividade criminal organizada e tráfico sexual, o músico terá ficado abismado.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.