O príncipe Harry continua 'debaixo de fogo' entre os colaboradores mais antigos do palácio. Segundo o Page Six, são vários os que defendem que o duque de Sussex e a mulher deveriam desistir dos respetivos títulos reais.

"Perplexidade e traição" têm sido as palavras de ordem, sobretudo depois das declarações que Harry fez sobre o pai, o príncipe Carlos, durante uma entrevista a Dax Shepard.

"As pessoas ficaram perplexas por ele ter conseguido fazer isto à rainha, pouco tempo depois do duque de Edimburgo ter sido enterrado", disse uma fonte ao Daily Mail. "Arrastar o avô para isto é chocante e uma falta de respeito", defende, referindo-se às declarações em que Harry afirmou que foi educado da mesma forma como os avós educaram o progenitor.

"O duque de Sussex passa agora uma grande parte do tempo a enfatizar que não é diferente de ninguém e a atacar a instituição que diz que lhe causou uma grande dor. Há um sentimento crescente de que se detesta tanto a instituição, não deveria ter os títulos", acrescenta-se.

Uma outra fonte defendeu que Harry deveria colocar os títulos reais em "suspenso", de forma a que continuem a existir mas que não sejam usados, tal como foi acordado quanto ao tratamento por 'sua alteza real'. "Deveriam ser apenas o Harry e a Meghan. E se recusam a isso, devem explicar o porquê", completa.

Leia Também: Harry foi "egoísta" ao atacar o pai, o príncipe Carlos, diz especialista

Leia Também: "Dor e sofrimento". Harry faz duras críticas ao pai, o príncipe Carlos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.