Ninguém esquece o dia 25 de Abril de 1974. Foi um dia importante para Portugal, que colocou um ponto final à ditadura e implantou a democracia. Uma ação liderada por um movimento militar, que Ruy de Carvalho confessa não ter dado conta.

Em conversa com o Fama ao Minuto, o ator admitiu que "ficou muito espantado", e não se apercebeu do que se estava a passar à sua volta. "Havia um sineiro, que era o Inácio, que estava completamente desnorteado a ver passar o trânsito", relembra.

A filha do ator, Paula de Carvalho, disse que ouviu as notícias na rádio e não pôde sair de casa. No entanto, o pai só ficou a par da situação quando saiu à rua para levar o carro para arranjar. "Ainda fui à oficina porque tinha que ir para Seia, ia filmar um filme e tinha que ir arranjar o escape do carro. Fui à oficina, mas já ninguém trabalhava. E eu não estava a perceber nada do que estava a acontecer".

Quando se apercebeu da Revolução dos Cravos, Ruy de Carvalho "ficou contente". "Não estou sempre contente, de vez em quando fico triste. Ainda não está cumprido aquilo que dizem sobre o povo ser quem mais ordena", acrescentou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.