Meryl Streep fez revelações surpreendentes sobre um dos seus filmes de maior sucesso: 'O Diabo Veste Prada'. Apesar de dar vida à animada e altiva personagem de Miranda Priestly, a verdade é que este papel acabou por deixá-la deprimida.

"Foi horrível! Estava miserável", disse em entrevista ao Entertainment Weekly. “Conseguia ouvi-los [aos outros atores e à restante equipa] a brincarem e a rirem. Estava tão deprimida. Eu disse, 'Bem, é o preço que pagas por seres chefe", notou.

"Foi a última vez que experimentei o Método", completou.

O Método, note-se, é uma técnica de representação que consiste em que o ator se mantenha 24 horas em personagem, mesmo quando deixa de gravar.

Apesar de tudo, a verdade é que a artista de Hollywood acabou por ganhar um Óscar em 2006 com esta personagem.

Leia Também: Mark Ronson está noivo de Grace Gummer, filha de Meryl Streep

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.