Nasceu Norma Jean Mortenson, mas foi batizada Norma Jean Baker. Aos 16 anos casou-se com James Dougherty, adotando o seu apelido. Foi durante esta época que começou a dar os primeiros passos como modelo e a adotar a imagem sexy que a viria a perseguir durante o resto da sua vida.

Após ser contratada pela "Blue Book Model Agency" em 1945, Norma Jean foi, a pouco e pouco, mudando a sua imagem. A pedido da agência, a jovem começou por mudar o seu cabelo. Morena natural e de cabelo ondulado, apostou no alisamento e pintou o cabelo de loiro. Uma mudança que podia parecer normal para muitas mulheres, mas que no caso de Marilyn acabou por mudar radicalmente a sua carreira.

A par dos trabalhos como modelo, Norma Jean assinou um contrato com os estúdios 20th Century-Fox em julho de 1946 dando início à sua carreira cinematográfica. Sendo que o seu nome não tinha o sex-appeal e glamour de uma estrela de Hollywood, a jovem modelo decidiu adotar um nome artístico.

Com a ajuda do seu agente, Ben Lyon, decidiram optar por Marilyn Monroe, uma junção do nome da estrela da Broadway Marilyn Miller e do segundo nome da mãe loira de "Seven Year Itch". Na altura, o agente achou que as duplas iniciais - MM - seriam um bom amuleto da sorte.

A mudança de nome veio acompanhada de um look mais provocante e sensual, bastante distante da imagem inocente que cultivava durante os tempos de modelo. Uma curiosidade prende-se com o facto de a estrela ter experimentado diversos tons de loiro até escolher o tom platinado, que adoptou pela primeira vez em 1952 no filme "Monkey Business" com Cary Grant. Recorde-se que o loiro platinado viria a tornar-se, nada mais nada menos, do que a sua imagem de marca.

Em 1956 Norma Jean decidiu alterar o seu nome e tornar-se legalmente Marilyn Monroe. Mais do que um nome, Marilyn Monroe marcou o início de uma nova identidade para a atriz, que se tornou um dos maiores ícones do cinema. A sensualidade explosiva, beleza e inocência eram grande parte do seu atrativo e moveram milhares de fãs.

Durante o auge da sua carreira, Marilyn Monroe fez questão de agradecer a Lyon: “Tu encontraste-me, deste-me o meu nome e acreditaste em mim quando mais ninguém o fez. O meu amor e gratidão são eternos”, escreveu a diva.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.