A estrela pop Madonna enrolou-se numa bandeira de Taiwan durante o primeiro concerto que deu na Ilha Formosa, na noite de quinta-feira, sem se preocupar com o provável aborrecimento que o gesto deve provocar em Pequim.

No final do espetáculo, Madonna envolveu-se na bandeira da República da China (Taiwan) enquanto cantava, mantendo o costume de ir buscar o símbolo nacional do país onde atua.

A ação de Madonna recordou os taiwaneses o incidente com a cantora Chou Tzu Yu, que exibiu uma bandeira de Taiwan num programa de televisão da Coreia do Sul, em janeiro, um gesto que fez com que perdesse contratos com empresas da China (República Popular da China).

Vários artistas que exibiram em palco a bandeira de Taiwan e que manifestaram apoio ao movimento pró-democrático chinês ou à independência do Tibete sofreram com boicotes na China.

Depois do primeiro concerto em Taiwan, que durou 140 minutos e atraiu milhares de pessoas, Madonna vai atuar em Banguecoque (Tailândia) e Tóquio (Japão) no âmbito da digressão 'Rebel Heart', que a vai levar ainda a Hong Kong (17 e 18 de fevereiro) e a Macau (20 e 21), as duas Regiões Administrativas Especiais chinesas.

Seguem-se concertos nas Filipinas, Singapura, Nova Zelândia e Austrália.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.