Lady Gaga atribuiu este domingo, dia 10, o prémio Global Changemakers à mãe, Cynthia Germanotta, no evento de angariação de fundos Children Mending Hearts' Empathy Rocks.

Assim como a cantora, a sua progenitora foi reconhecida pelo trabalho na Born This Way Foundation.

Durante o discurso, Lady Gaga falou abertamente sobre a sua saúde mental, mencionado as recentes mortes de Kate Spade e Anthony Bourdain, que cometeram suicídio. A artista apelou à “gentileza” das pessoas, afirmando que “todos os problemas podem ser resolvidos com bondade”.

“Pelo menos pode melhorar. A bondade tem um tom suave. Às vezes as pessoas pensam que não tem importância, mas é extremamente poderosa. Pode mudar a maneira como nos vemos, como vemos as nossas comunidades e o modo como trabalhamos. Até pode mudar a forma como nos sentimos connosco, sendo mais bondosos para nós próprios. Precisamos de mais gentileza no mundo”, disse a cantora.

Durante o discurso, Lady Gaga confessou ainda que sofreu durante muito tempo. "Sofri durante muito tempo, de forma pública ou não, por causa dos meus problemas de saúde mental. Mas acredito que os segredos nos deixam doentes", acrescentou.

Antes de terminar, a cantora deixou um agradecimento especial à mãe. “Obrigada por não teres medo dos meus pensamentos mais sombrios e por fazeres o que muitos não percebem ter tanta importância: Apenas segurar a minha mão e dirigir uma organização que ajuda a segurar as mãos dos outros e a juntar as mãos dos outros. Amo-te”, rematou.

Recorde-se que a fibromialgia é a doença que atormenta Lady Gaga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.