Harvey Weinstein, de 67 anos, compareceu esta quarta-feira no tribunal de Nova Iorque com aparência debilita e acompanhado de um andarilho, que o ajudava a deslocar-se.

O produtor foi presente a juiz na tentativa de conseguir um acordo de 22 milhões de euros com 30 atrizes que o processaram por abuso sexual e ainda para que justificasse o facto de ter a sua pulseira eletrónica ter estado desligada várias horas. Facto que a defesa explica com falta de bateria do aparelho.

Segundo a sua advogada, Weinsten tem uma cirurgia às costas marcada para essa quinta-feira, dia 12, e é por isso que neste momento precisa de andarilho para se movimentar.

Leia Também: vai pagar 22 milhões a que o acusaram de assédio

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.