Apesar de reconhecer que atualmente é uma pessoa muito conhecida, graças ao nome que tem a seu lado - CR7 -, Georgina Rodríguez não deixa de querer deixar a sua marca e dar-se a conhecer.

Segundo a própria, não há lugar melhor para mostrar quem é do que no festival Sanremo. Isto porque a companheira de Cristiano Ronaldo foi escolhida para ser uma das pessoas responsáveis para apresentar a 70.ª edição do evento, em Itália. "É um orgulho, um prazer ser uma das protagonistas", confessa à revista Grazia.

"Apesar dos meus filhos serem o mais importante para mim, também sou mulher e quero trabalhar, ser independente", destacou, admitindo que "gosta de trabalhar no campo artístico".

Durante a entrevista, Georgina recordou o primeiro encontro com o craque português, que aconteceu ao acaso, numa boutique em Madrid. "Eu estava a tremer à frente dele, mas senti logo uma faísca", lembra, tecendo ainda rasgados elogios ao trabalho de CR7 nos relvados.

"O Cristiano é o único que consegue emocionar-me durante um jogo. Tenho a sorte de ser a companheira do melhor jogador de futebol de todos os tempos. Quando ele está em campo põe à prova uma série de emoções. Não há rivais para ele”, afirma.

Em relação à esfera mais privada, mais precisamente os filhos, Georgina partilhou: "Sou uma privilegiada, mas viemos de famílias humildes. Trabalhamos duro para conseguir o que temos e esse é o ensinamento que queremos transmitir aos nossos filhos".

"Queremos que eles sejam uns lutadores como nós. Sacrifício, disciplina, responsabilidade, sonhos, perseverança e gratidão são os valores que queremos transmitir-lhes todos os dias", rematou.

Leia Também: Georgina Rodríguez mostra imagens do aniversário e agradece ao "marido"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.