Ariana Grande foi uma das estrelas presentes na cerimónia ‘Women in Music Awards', um evento organizado pela revista Billboard e na qual foi distinguida com o prémio de ‘Mulher do Ano’.

Apesar do reconhecimento, a cantora, de 25 anos, fez um discurso no qual confessou que este foi o “pior ano da sua vida”.

“Acho interessante como é que este foi o melhor ano da minha carreira e o pior ano da minha vida”, afirmou. “Não estou a dizer isto para terem pena, estou a dizer isto porque sinto que muita gente iria olhar para mim agora e pensar ‘ela conseguiu mesmo resolver as coisas’”, confessou.

“No que diz respeito à minha vida pessoal, realmente não tenho ideia do que diabos ando a fazer. (…) Estou ansiosa para aprender a dar um pouco do amor e do perdão que eu dei de forma frívola e fácil aos homens no passado para mim mesma este ano”, completou.

Importa recordar que, este ano, o ex-namorado de Ariana, Mac Miller, cometeu suicídio pouco tempo após o fim do relacionamento de ambos. Posteriormente, a artista também terminou o noivado com Pete Davidson.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.