Eric Clapton está preocupado com a sua saúde e a forma como ela pode influênciar a sua vida artística. Em conversa com Steve Wright, na BBC Radio 2, o músico confessou que está a ficar cada vez mais surdo.

“Eu ainda vou trabalhar. Vou fazer um espetáculo no Hyde Park [British Summer Time Festival] em julho. O único assunto com o qual estou agora preocupado é que estou surdo, ouço um zumbido, mas as minhas mãos ainda funcionam”, disse o artista, de 72 anos.

Os seus problemas de saúde têm vindo a dificultar a sua carreira, uma situação que acabou por ‘aceitar’.

“Eu tive muitas dores no passado. Começou com uma dor nas costas e transformou-se no que eles chamam de neuropatia periférica. [É] um trabalho difícil tocar guitarra e tive que aceitar que já não vou melhorar”, confessou.

No entanto, não vai desistir e pretende “continuar a gravar no estúdio”. “Não quero sair de cena até ao momento em que eu comece a envergonhar-me”, acrescentou.

Clapton, que passou a maior parte dos anos 60 e 70 sob a influência de álcool e drogas, recordou ainda esse momento da sua vida durante a entrevista. “Durante, pelo menos, 20 anos, fui um caso perdido. Bebi mais do que vocês possam imaginar”, afirmou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.