Ser pai é um enorme desafio e que o diga Diogo Amaral. No seu blogue – Breaking Dad – o ator descreveu o penoso momento em que não conseguiu impedir que o filho se magoasse.

“De repente reparei que ele corria mais rápido do que o habitual. De repente, reparei que ele corria tão rápido que as suas pequenas pernas começaram a não conseguir acompanhar toda aquela liberdade, parecia que ia levantar voo”, revela.

“Foi nesse momento que, quase sem pensar, me lancei para o chão com o braço muito esticado e a mão aberta, qual guarda-redes que se atira para defender o penalti que vai decidir o jogo. Para minha frustração e espanto, não serviu de nada”, lamenta.

Diogo revela que “pela primeira vez, vi o filho sangrar” e acrescenta: “Pela primeira vez, o meu filho caiu e abriu o lábio”.

“Depois do penalti não defendido, peguei no Mateus quase mais rápido que o “Flash”, para ver o que aquele chão cruel e desumano tinham feito ao meu miúdo. Só conseguia ver sangue. Claro que imaginei um golpe enorme e minha preocupação saltou para um nível que até tenho vergonha de admitir. Preocupações que um Breaking Dad, com a barba rija como a minha, não devia ter… que estupidez, claro que devia. Faz parte”, reflete.

De sublinhar que o menino é fruto do relacionamento de Diogo Amaral com Vera Kolodzig. Mateus tem dois anos de idade.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.