"A Sofia é a nossa repórter que nos assustou a todos um bocadinho quando começou com sintomas", começou por dizer Cristina Ferreira, quando estava a apresentar a pessoa que se encontrava numa videochamada.

A jovem explicou em direto n'O Programa da Cristina', desta quinta-feira, que começou por "ter muita tosse, um bocadinho estranha". Depois chegaram as dores corporais e dores de cabeça "muito fortes".

Inicialmente, Sofia não associou ou sintomas à COVID-19, mas depois de conversar com os colegas da equipa, a mesma decidiu prevenir e ficou em casa na semana passada. Sofia continua em quarentena, assim como outros membros da equipa.

Entretanto, como já tinha sido revelado, a repórter fez um teste à COVID-19 que deu inconclusivo negativo.

Apesar do resultado, Sofia tem sido acompanhada de perto por um médico e os sintomas mantêm-se. Por isso, vai realizar um segundo teste em breve.

Durante a conversa, Sofia recordou ainda que quando saiu de casa pela primeira vez para realizar o primeiro teste sentiu-se logo "muito cansada".

"Quando eu te liguei tu quase que não conseguiste falar comigo três, quatro minutos porque estavas mesmo muito cansada", lembrou de seguida Cristina Ferreira.

A jovem já está em quarentena há 15 dias, sozinha, e confessou: "O que mais me preocupa até agora é a possibilidade de ter e poder contagiar alguém".

Caso o segundo teste dê positivo, Sofia diz que não sabe onde possa ter sido infetada, uma vez que "não tem conhecimento de ninguém com quem tenha estado que esteja infetado".

De referir que, até ao momento, mais nenhum membro da equipa de Cristina Ferreira apresentou sintomas suspeitos.

Leia Também: Cristina Ferreira segue estratégia de Manuel Luís Goucha e volta à SIC

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.