A viver no Reino Unido, onde joga agora pelo Manchester United, Cristiano Ronaldo foi 'apanhado' pela crise dos combustíveis que se vive no país.

Os motoristas e seguranças do jogador estiveram quase sete horas numa fila para abastecer o luxuoso Bentley de CR7 e ainda um dos seus Range Rover.

Os funcionários do craque português estiveram no posto de abastecimento cerca de seis horas e 40 minutos, tal como revelam imagens captadas pelo Daily Mail. Por volta das 21h00, depois de perceberem que não chegou nenhum camião de abastecimento àquela bomba, acabaram pro regressar a casa sem os depósitos cheios.

"Mesmo com todo o dinheiro do Ronaldo, ele está no mesmo barco que nós", revelou uma fonte ao The Sun, dando conta de que também o jogador pode ficar sem ter como se deslocar por não conseguir abastecer os seus carros. "O Ronaldo pode ficar preso em casa como todos nós, se continuar assim", afiança.

Os combustíveis atingiram, esta segunda-feira, no Reino Unido o preço mais elevado dos últimos oito anos, tendo começado a escassear nos postos de abastecimento.

O primeiro-ministro, Boris Johnson, disse na terça-feira que o problema do abastecimento de combustível nos postos está "a estabilizar" e que os motoristas devem continuar a fazer a vida normal.

Leia Também: Portugueses afetados pela escassez de combustível no Reino Unido

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.