A saída de Cristiano Ronaldo foi um dos pontos altos da final do Euro 2016 disputado entre Portugal e França. Indignado, Cláudio Ramosfez questão de comentar o sucedido no seu blogue.

"É esta a imagem que me fica do Europeu. Já se sabe o que penso a respeito de futebol e daquilo que o rodeia, mas não entendendo muito de futebol entendo de emoções. Ver Cristiano Ronaldo sentado na relva a chorar de raiva e impotência depois de ter de abandonar à força a partida, e imediatamente a seguir um post na internet de desabafo de Dolores Aveiro a manifestar publicamente que não aguenta ver o seu filho assim. Isto, foi de tudo, o que mais me emocionou", começa por afirmar.

"Serei o contrário dos outros. Pode ser que sim! Mas eu gostava, de verdade, que o futebol fosse, além de histeria coletiva acima de tudo emoção. Esta emoção. E eu gostava também, que esta seleção que hoje todos aplaudem, tivesse sido aplaudida e elogiada desde o primeiro dia por todos. Mesmo quando, os treinadores de bancada, achavam que não estaríamos à altura, como escrevi aqui. Mas a vida é isto. Somos bestiais e bestas à distância de segundos. No futebol também. Amanhã é outro dia. Cristiano continua com o joelho lixado e Dolores a sofrer pelo filho", terminou.

De frisar que Cristiano teve uma lesão na rótula esquerda.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.