Catarina Furtado viajou até à Guiné-Bissau, como Embaixadora de Boa Vontade do UNFPA, uma organização que tem como objetivo o desenvolvimento da saúde reprodutiva de mulheres em todo o mundo.

E de facto, a apresentadora já tem motivos para sorrir, conforme partilhou nas redes sociais. “Os índices de mortalidade materna e infantil nas regiões de Bafatá, Gabu e Oio, zonas de intervenção do Projeto ‘Redução da mortalidade materna e neonatal’, acompanhado televisivamente pelos documentários ‘Dar Vida sem Morrer’ na @rtppt contribuíram com grande sucesso para que muitas menos mães tenham perdido a vida ao dar à luz e muitos mais bebés tenham sobrevivido ao parto, nestes 6 anos de intervenção!”, ressalva.

No entanto, Catarina não deixa de frisar que ainda faltam grandes desenvolvimentos nesta área: “Fruto da união de esforços da Cooperação Portuguesa e das equipas médicas locais, sob a gestão do UNFPA. Claro que ainda existem muitos desafios pela frente, mas acredito que a Guiné-Bissau está a caminhar para que os direitos humanos de todas as mulheres sejam reconhecidos, para que o acesso universal à saúde reprodutiva seja garantido e para que maternidade seja segura!”, termina.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.