O ator britânico Colin Firth e a produtora italiana Livia Giuggioli são um dos casais mais acarinhados de Hollywood. Casados desde 1997, e pais de dois filhos, ambos têm lidado com a parte menos boa do sucesso, que em muito se deve à pressão dos média sobre a sua vida.

Conforme a imprensa internacional deu conta, o casal fez uma queixa contra o jornalista italiano Marco Brancaccia, da agência Ansa, na sequência de um caso de assédio e ameaças.

Tudo começou em 2016 quando o repórter, também conhecido como Giuggioli, começou a fazer uma série de chamadas e a enviar mensagens ameaçadoras, situação que durou pelo menos oito meses, até maio de 2017. As informações foram adiantadas pelo jornal La Repubblica: “Se acabas com a nossa amizade, arruíno-te a vida”, terá disso Brancaccia numa das mensagens à empresária e ao ator. Consta que o suspeito ameaçou não só destruir o casamento, como também a reputação do casal com a influência que tinha nos média.

Habituado a lidar com a pressão da imprensa, Firth decidiu ficar em silêncio durante meses, com a esperança de que a situação terminasse um dia. A ‘gota de água’ aconteceu quando o referido jornalista lhe enviou imagens da mulher nua para o seu e-mail.

De facto, a situação tornou-se de tal forma difícil, que em declarações às autoridades, o casal revelou que chegou a viver num “clima de terror”, na medida em que as ameaças vinham a todas as horas.

Agora só resta aguardar por uma decisão do tribunal.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.