Ator, realizador, músico e político, Clint Eastwood faz hoje 90 anos. Nascido no dia 31 de maio de 1930, em São Francisco, nos EUA, veio ao mundo com 5,2 quilos. Uma das enfermeiras que acompanhou o parto chamou-lhe Sansão, o herói bíblico que dizimou um exército de filisteus usando apenas a mandíbula de um jumento. No entanto, seria como cobói nos famosos filmes de pistoleiros do faroeste que ganharia fama, depois de ter trabalhado como nadador-salvador, como guarda-florestal e até como balconista.

Antes de atingir o estrelato, também transportou papel e carregou tacos de golfe. Durante uma rodagem em Fort Ord, na Califórnia, Chuck Hill, um assistente de produção com contactos em Hollywood, reparou nele e apresentou-o ao realizador da produção. Mais tarde, numa visita a Los Angeles, levou-o ao cineasta Irving Glassberg. Impressionado com o porte de Clint Eastwood, que media 1,93 metros, consegue-lhe uma audição com o influente Arthur Lubin. A sua exibição, contudo, não o convence.

As estrelas de cinema mais intemporais
As estrelas de cinema mais intemporais
Ver artigo

"Era muito amador. Não sabia para onde ir nem para onde se virar. Não percebia nada daquilo", confessaria o realizador e produtor cinematográfico anos depois. Ainda assim, sugere-lhe aulas de representação e, mais tarde, ajuda-o a conseguir o primeiro contrato, em abril de 1954. Durante um ano, apesar dos muitos castings que faz, não consegue nenhum papel mas, em 1955, a sua sorte começa a mudar quando é escolhido para um personagem menor em "Revenge of the creature". Nos três anos seguintes, continua a representar, mas a fama e a fortuna tardam.

Até que, em 1958, entra em "Rawhide", uma série de televisão passada no faroeste que dura quase oito anos. Nesse período, Clint Eastwood começa a filmar trailers mas os produtores nunca o deixariam realizar um dos eposódios. Em 1963, depois do colega Eric Fleming ter recusado o papel principal em "Por um punhado de dólares", é contratado pelo realizador Sergio Leone. O filme é um êxito e, a partir daí, começa a construir uma carreira que não mais abrandaria. Em 1971, realiza o primeiro dos seus 20 filmes.

Em 1992, com "Imperdoável", consegue 19 nomeações para os principais prémios da indústria. Ganha sete. Em 2003, "Mystic river" é outro êxito global, tal como também sucede com "Million dollar baby - Sonhos vencidos", em 2004. A lista de sucessos inclui ainda "A troca", "Sniper americano" e "As pontes de Madison County". Em 2016, causou polémica depois de assumir o apoio a Donald Trump na corrida à presidência dos EUA. Apesar de ter namorado muitas mulheres, só casou duas vezes. Tem oito filhos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.