Brad Pitt revelou que atravessou uma fase da sua vida em que passava os dias a fumar haxixe e que acabou por largar o vício no final dos anos 90, por se sentir “enojado”.

Numa entrevista ao jornal britânico “The Guardian”, o ator de 48 anos foi claríssimo sobre o assunto: “Eu fumava muito haxixe, nessa altura. Era um profissional na matéria. Depois convenci-me que não estava a desfrutar da vida e que estava a transformar-me num verme, num molusco. Fiquei enojado com aquilo” – disse Pitt.

O companheiro de Angelina Jolie admitiu que está a atravessar um bom momento na sua carreira que já vai em duas décadas.

Graças ao seu desempenho no filme “Moneyball – Jogada de Risco”, Pitt está nomeado para a estatueta de Melhor Ator na cerimónia dos Óscares que decorrerá no próximo dia 26 de Fevereiro, em Los Angeles.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.